Agora você pode voluntariar nos EUA!

Quando iniciamos esta viagem, tínhamos muitas dúvidas sobre o que encontraríamos aqui. A busca era por conhecimento, espiritualidade e também poder ajudar projetos como o Circle Of Children a transformar o mundo.

Um lindo caminho se iniciou ali, depois da conexão espiritual entre um jovem e a energia do mundo. O lugar foi o Monte Shasta na Califórnia onde os Ameríndios diziam ser habitado pelo o espírito do Chefe Skel que desceu dos céus até o topo das montanhas deixando marcas de sua caminhada nas geleiras.

O Monte Shasta é localizado na Cordilheira “Cascate Ranger”, na Califórnia e com seus 4.322 metros de altitude, ainda assusta muitas pessoas por dobrar o seu tamanho nos últimos 60 anos, mesmo com o desgelo do aquecimento global.

Assim nasceu Blackhorse Shasta, um jovem que trabalha para transformar o mundo tendo como maior objetivo a capacitação de jovens por meio da conexão com a natureza. Com uma visão a frente de seu tempo, ele busca  o equilíbrio entre os ecossistemas naturais e humanos, favorecendo assim a próxima geração de oportunidades.

Depois de muito trabalho, já em Eugene, Blackhorse recebe em 2012 uma doação de 60 acres de terra em Triangle Lake, Oregon. Assim iniciou um trabalho de plantio de árvores frutiferas, hortaliças e orgânicos. Iniciou trabalhos em várias áreas como sustentabilidade, permacultura e saúde alimentar.

Blackhorse Shasta

Bom. E foi neste lindo lugar que resolvemos iniciar nosso trabalho voluntário como Creative Backpackers. Desembarcamos no dia 26 de Fevereiro em Portland e carinhosamente, o próprio Balckhorse nos buscou no aeroporto.

Muitos me perguntam…

O que vocês estão fazendo ai? Como é a comida, a estadia? E perguntam também sobre a possibilidade de voluntariar aqui. Estas e outra perguntas vamos responder aos poucos nos posts dos EUA. Mas, antes, eu quero contar mais sobre o lugar e projetos que se iniciam aqui.

O lugar é realmente fantástico e muito grande. Sendo assim, é necessário muito esforço para consiguir manter toda a estrutura através de doações e trabalho voluntário.

Quando chegamos, nossa primeira visão foi nossa casa, que dentre a floresta nos remeteu a casa do guarda Smith do Zé Colmeia. Por dentro, ela é muito aconchegante, com aquecedor e banho bem quentinho, isso é ótimo, por que, aqui é inverno e chega a 2 graus a noite. Já de cara, nos apaixonamos pelo local que nos acolheu com uma manhã maravilhosa de luzes e cheiros indescritíveis. Iniciamos assim, nossa busca interior, pois aqui, tudo se conecta facilmente.

Blackhorse Shasta Dan

Resolvemos então conhecer o lugar e a cada prédio, uma nova surpresa. Uma cozinha industrial maravilhosa com um imenso refeitório, um lindo ginásio multiuso com teatro, oficina de ferramentas e de arte, e ao lado, o escritório central.

Caminhamos mais um pouco e mais prédios iam surgindo entre a mata de pinheiros e com uma bruma que deixava o lugar ainda mais misterioso. Dois prédios de hospedagem muito bem construídos, duas casas independentes e três construções que se parecem com casas em árvores todas com vista privilegiada para o Little Lake, um pequeno lago na parte de traz da propriedade.

Ao final do percurso, ainda encontramos uma linda casa de hospedagens já bem perto do inicio de nossa caminhada. Sim, andamos em círculo e ao final chegamos novamente ao grande circulo que chamamos de Jardim (área do plantio).

Blackhorse Shasta casa

Este é só o início de nossa história nos EUA. Ainda vamos falar de espiritualidade, alimentação Vegana / Orgânica e viajar para conhecer mais lugares por aqui.

Em nossa próxima matéria descubra o que viemos fazer aqui, não deixe a de acompanha e curtir.

Ah… Já ia me esquecendo, estamos transmitindo um convite do Blackhorse Shasta para pessoa do Brasil que querem voluntariar aqui entre os dias 18 de maio a 18 de Junho em pleno verão. Para isso, vamos abrir um campo de inscrição na pagina inicial do site.

Dan Oak
Deixe seu comentário!