Como calcular se compensa transformar seus pontos do cartão em milhas?

Absorbed pensive mature businessman

Ganhar pontos pelo uso do cartão do banco é uma delícia, não é mesmo? Mas as coisas começam a se complicar na hora de decidir o que fazer com eles!

A pontuação acumulada pode ser trocada por produtos, presentes, pacotes de viagens e até mesmo descontos ou isenção na anuidade do cartão. Mas já sabemos que o uso mais frequente e vantajoso para esses pontos é a troca por milhas de programas de fidelidade de companhias aéreas.

Antes de fazer a troca, é importante que os consumidores avaliem se ela será vantajosa. Ainda que essa análise dependa do perfil de consumo da pessoa, é possível definir alguns aspectos importantes na hora de fazer o cálculo.

Saiba como calcular se compensa transformar os pontos do cartão em milhas:

Tipo de cartão de crédito

Um dos critérios para avaliar se a troca compensa é o próprio cartão. Veja quantos pontos são ganhos a cada real gasto (no débito e no crédito), a paridade entre pontos e milhas (que em geral é de 1 ponto para 1 milha), a validade da pontuação e o mínimo necessário para resgate.

Geralmente, quanto mais sofisticado o cartão de crédito (ou seja, quanto mais cara sua anuidade e maior a renda do seu usuário), mais pontos são acumulados e menor é o prazo de expiração.

Valor da passagem

Ainda que a troca de pontos por milhas seja atrativa, é necessário conferir quais são os  valores mais vantajosos.

Alguns fatores que podem influenciar a quantidade de milhas necessárias para comprar uma passagem são a época do ano (alta ou baixa temporada) e a procura elevada em função de eventos especiais na cidade de destino.

Por isso, vale a pena sempre acompanhar a quantidade de milhas necessárias para cada trecho, avaliando os melhores momentos para fazer a troca.

Juntando benefícios

Alguns programas de fidelidade das companhias aéreas permitem que as pessoas reúnam pontos recebidos em mais de um cartão do mesmo banco, somando-os a voos realizados na própria empresa.

Nesses casos, pode ser interessante juntar os pontos acumulados no cartão com os benefícios já recebidos em voos anteriores, favorecendo ainda mais a troca.

Conveniência

Alguns bancos já estão oferecendo a possibilidade do cliente comprar a passagem aérea no seu próprio site, sem precisar transferir os pontos para um programa de fidelidade.

Ainda que cômoda, essa alternativa precisa ser avaliada com cautela, pois pode ser que o banco e a agência intermediadora não possuam uma oferta variada de preços, voos e companhias aéreas.

Promoções

Um dos critérios que podem fazer a troca se tornar ainda mais vantajosa são as promoções das companhias aéreas. Em determinados períodos do ano, essas empresas oferecem trechos por até metade das milhas necessárias.

Por isso, é fundamental ficar de olho nessas ações para encontrar assentos mais baratos em dias, horários e rotas específicos, evitando gastar pontos que podem ser valiosos para viagens posteriores.

Não se esqueça de que até mesmo as pessoas que não possuem programas de fidelidade podem se beneficiar com a compra de passagens com milhas. Para isso, é preciso utilizar websites que conectam as pessoas que querem comprar uma passagem com aquelas que querem vender milhas.

Na MaxMilhas, a economia em relação à compra de uma passagem pelo processo normal é enorme!

E você, já vem aproveitando bem os pontos acumulados em seu cartão? Deixe seu comentário logo abaixo!

 

Deixe seu comentário!