Atrasos e cancelamentos de voos: o que fazer?

Antes de viajar de avião costumamos ter algumas preocupações normais, como não se esquecer de colocar tudo que vamos precisar na bagagem, sair de casa mais cedo para não ficar preso no trânsito e para chegar com antecedência no aeroporto para pesar e despachar as malas e fazer o check-in. Por isso, é comum que atrasos e cancelamentos de voos sejam motivos de muita dor de cabeça.

 

Para enfrentar estes problemas sem estresse, entenda as causas e veja nossas dicas de como lidar com atrasos e cancelamentos de voos.

Por que um voo atrasa ou é cancelado?

  • Condições climáticas: o tempo pode determinar a restrição de uma pista e até o fechamento do aeroporto. E mesmo que o céu esteja claro em sua cidade, seu avião pode estar preso em outro aeroporto em que está chovendo.
  • Problemas com a tripulação ou com a aeronave: algum comissário de bordo que faltou ou está atrasado pode ser a causa do atraso do seu voo. A equipe deve estar completa para decolar e, nem sempre, existe alguém para substituí-lo. Do mesmo modo, a aeronave pode precisar de alguma manutenção urgente, como a troca de um pneu ou o ajuste de alguma porta.
  • Volume de pessoas no voo: se um avião está com menos de 30% de sua capacidade, o voo pode ser cancelado e unido com outro, que pode sair em outro horário. O contrário também acontece: o voo está lotado, e seu embarque ou desembarque demora muito.
  • Excesso de tráfego aéreo: algo muito comum no Brasil, devido a precariedade dos aeroportos. Muitos aviões podem estar desviando de suas rotas por causa do tempo ou falta espaço para o taxiamento das aeronaves. Nesse caso, vários voos podem ser atrasados ou cancelados, já que o atraso de um vai resultar no atraso de outros.

Quais são seus direitos?

  • Se o atraso for de mais de 2 horas: alimentação (voucher para os restaurantes do aeroporto) e telefonema.
  • Se o atraso for de mais de 4 horas ou houver cancelamento: nesse caso, o cliente pode escolher qual é a melhor opção para sua reacomodação. Muitas companhias aéreas escondem os direitos do passageiro, não avisando que ele pode preferir ser reacomodado no voo de outra companhia. Mas esse é um direito seu! Você também tem direito a reembolso integral da passagem, reacomodação sem custo nenhum em outro voo, embarcar no próximo voo da empresa para o mesmo destino, hospedagem e transporte (caso você esteja no aeroporto da sua cidade, a empresa paga apenas o transporte).

É importante lembrar que, no Brasil, não importa o motivo do cancelamento ou atraso, você pode exigir seus direitos. As empresas podem tentar negar, mas mesmo quando o problema é climático, a lei está ao seu lado.

Tem como evitar?

Você pode tomar algumas precauções quanto a isso:

  • Confira no site, na noite anterior ao seu voo, se o horário continua o mesmo. No aeroporto, fique sempre de olho nos painéis para ser alertado de mudanças de horários, de portões de embarque ou cancelamentos.
  • Em vésperas de feriados, é comum que os voos fiquem mais lotados e que tenha maior tráfego aéreo. Voos noturnos são mais suscetíveis a atrasos, especialmente se o tempo estiver chuvoso.
  • Procure o histórico de cancelamentos e atrasos da companhia aérea. Descubra quais foram os motivos que levaram a esses cancelamentos para estar preparado.

Quando o atraso ou cancelamento acontecer, vá até o estande da companhia aérea. Seja firme e exija seus direitos, mas não perca a cabeça. Isso só vai fazer com que o processo de ser atendido seja mais estressante e, talvez, demore mais. Mantenha-se calmo e converse com a companhia aérea. Mostre que conhece o procedimento. Seu problema logo vai ser resolvido e você ficará mais tranquilo. Boa viagem!

Deixe seu comentário!