Belém: conheça e se encante por essa beleza do Pará

O Pará é um estado de tirar o fôlego com as suas paisagens deslumbrantes e opções de programação para todas as idades. Neste texto, falaremos sobre sua capital, Belém, e contar um pouco mais sobre as vantagens de conhecer a região.

Localizada na região Norte do Brasil, a cidade que atualmente conta com mais de 1 milhão e 400 mil habitantes guarda para os seus visitantes uma história que faz parte do início do país. Sendo assim, os conhecimentos adquiridos ao conhecer esse destino contribuem para o seu crescimento pessoal.

A seguir, vamos apresentar um pouco mais sobre Belém e contar as principais informações que você precisa saber para conhecer a capital do Pará. Vamos começar?

Conheça a história de Belém

A cidade teve o seu início junto com a construção do Forte do Presépio, em janeiro de 1616. Depois, devido ao seu desenvolvimento e a posição estratégica, Belém foi transformada em capital dos estados Grão-Pará e Maranhão, sendo subordinada diretamente de Lisboa, em Portugal.

Considerada o centro da colonização Amazônica, a história da região foi retratada pela população local, fazendo com que a cultura fosse adquirida ao longo do desenvolvimento e o aparecimento de novos moradores.

A economia da região era baseada na agricultura de subsistência e também existiam complementos com atividades de pesca e pecuária, praticadas por habitantes da Ilha do Marajó e da Ilha de Vigia.

No ano de 1650, as primeiras ruas foram abertas, permitindo a expansão da cidade e a chegada de novos moradores.

Uma curiosidade bastante interessante a respeito de Belém é que a capital só reconheceu a Independência do Brasil no dia 15 de agosto de 1823, quase um ano após a declaração. Isso aconteceu devido ao grande espaço territorial ocupado pelo Brasil e a dificuldade de locomoção entre as cidades, principalmente em um período onde as regiões de mata fechada prevaleciam e ainda não existiam estradas.

Descubra qual o principal atrativo da cidade paraense

São muitos os pontos turísticos disponíveis para quem deseja conhecer Belém, contudo, uma das características que mais agradam os visitantes está presente por toda a cidade: a arquitetura com ares europeus em plena região Norte do Brasil.

Devido à grande influência dos colonizadores europeus no desenvolvimento de Belém, as construções da cidade remetem às antigas casas encontradas nas ruas de Portugal.

Com isso, os turistas podem aproveitar o cenário colorido para tirar fotos ou admirar os antepassados responsáveis por criar essas estruturas há tanto tempo e com poucas ferramentas.

Existem inúmeros motivos para visitar Belém, no entanto, um bom roteiro para conhecer mais sobre a sua história é visitar a Praça da República e o Teatro da Paz.

Saiba quais pontos transformaram Belém em um destino especial

Com tantos anos de história e acontecimentos, não faltam pontos turísticos na cidade para que os visitantes possam conhecer um pouco mais da trajetória que é contada em cada esquina.

Sendo assim, é preciso elaborar um roteiro de viagem antes de embarcar para a cidade. Dessa maneira, você garante as visitas aos principais locais e ainda consegue programar melhor os passeios.

Anote as nossas dicas abaixo e prepare-se para uma experiência histórica e inesquecível em Belém.

Basílica de Nossa Senhora de Nazaré

Ela foi construída em 1909, exatamente no mesmo local onde o caboclo José Plácido encontrou uma imagem de Nossa Senhora de Nazaré em 1700. Atualmente, essa representação fica no topo do altar da Basílica, sendo protegida por um vidro blindado.

Uma curiosidade a respeito dessa construção é que ela é a única basílica localizada em toda a região da Amazônia. O endereço para visitar o local é Viela Nazaré, 1300 no Bairro Nazaré, próximo ao Parque da Residência.

Estação das Docas

O antigo porto fluvial de Belém foi transformado, em 2002, em um dos complexos turísticos mais famosos do estado do Pará. Hoje, no local, é possível encontrar uma variedade de opções gastronômicas, lojas, espaços para eventos e atrações para todas as idades.

São cerca de 500 metros de extensão com construções realizadas à beira da baía do Guajará e que comportam toda a sua estrutura em três armazéns divididos da seguinte maneira:

  • Boulevard das Artes;
  • Boulevard da Gastronomia;
  • Boulevard das Feiras e Exposições.

Cidade Velha

Ideal para os fãs das construções históricas e da arquitetura europeia, a região conhecida como Cidade Velha transmite aos visitantes toda a cultura construída em Belém durante o desenvolvimento da capital.

Quem gosta de fotografia pode explorar as casas coloridas para registrar a paisagem. Além disso, é possível encontrar artesanato e exposições nas ruas. Portanto, quem deseja aprender um pouco mais da história de Belém não pode perder a oportunidade de visitar a Cidade Velha.

Anote as principais atrações para os turistas

Agora que já citamos os pontos especiais, não podemos deixar de contar um pouco mais das outras opções de lazer, entretenimento e gastronomia que fazem com que Belém se destaque ainda mais no cenário nacional.

  • Museu Emílio Goeldi: esse ponto turístico garante uma experiência cultural indescritível e ainda preserva um pedaço da Amazônia em seu centro;
  • Baía do Guajará: existem inúmeros passeios de barco que possibilitam ao turista uma vista imperdível da paisagem em Belém. A nossa dica é aproveitar o fim de tarde para incluí-los na sua programação;
  • Espaço São José Liberto: ideal para os turistas que desejam comprar artesanatos e joias, fazendo com que o espaço unifique a cultura com comércio, movimentando a economia local;
  • Mercado Ver-o-Peso: quer ver de perto como funciona a rotina dos moradores em Belém e ainda poder comprar comidas típicas, provando alimentos preparados na hora? Então, essa é a programação ideal para incluir na sua viagem.

Pesquise a melhor estação para viajar

A posição geográfica de Belém proporciona um privilégio único para quem gosta do clima tropical úmido, com calor praticamente o ano inteiro. A temperatura na cidade é bastante equilibrada, com mínimas de 22º graus e máximas de 33º durante todas as estações.

Assim como a maioria das cidades na região Amazônica, o que classifica as estações de verão e inverno são as chuvas, mais presentes entre os meses de janeiro e maio.

Prove os principais pratos típicos

Por fim, um dos destaques da capital do Pará: a culinária impecável. Sem dúvidas, a gastronomia de Belém é um atrativo à parte para os turistas. Ela conta com receitas que utilizam, principalmente, os frutos-do-mar.

Separamos os pratos típicos que mais aparecem nos restaurantes e que você não pode deixar de provar:

  • Pato no Tucupi: essa receita deliciosa pode ser encontrada em diversos estabelecimentos e geralmente é acompanhada de arroz e farinha branca;
  • Tacacá: parecido com um caldo quente, o prato é preparado com Tucupi, goma da tapioca, camarão seco e jambu;
  • Açaí: o Pará é o principal estado do Brasil que produz o fruto utilizado, contudo, você não encontra as mesmas receitas com leite condensado, granola e banana. Em Belém, o açaí é consumido em pratos salgados, geralmente com peixe-frito e farinha d’água;
  • Casquinha de caranguejo: o caranguejo é encontrado com facilidade nas receitas do Pará, por isso começaram a surgir diferentes pratos, incluindo a casquinha, que é servida de maneira parecida com a casquinha de siri.

O tempo não para e as férias já estão quase batendo na porta. Por essa razão, não perca tempo e comece a preparar as malas para a sua viagem com destino a Belém agora mesmo! Sem dúvidas, os seus dias de folga vão ser inesquecíveis e cheios de histórias para contar na volta para casa.

Gostou da ideia maravilhosa de conhecer o Pará? Então, continue a sua visita em nosso blog e veja a nossa publicação sobre como encontrar passagens aéreas promocionais e prepare a sua viagem!

Comentários

Deixe um Comentário