O que fazer em Aracaju: passeios e pontos turísticos

Com quase 22 mil km², Sergipe é famoso por ser o menor estado do Brasil. Contudo, isso não impede que sua capital, Aracaju, ofereça atrações em quantidade e variedade!

Não importa se você pretende viajar com a família, os amigos ou o seu amor: certamente a cidade conta com passeios que se adequam aos seus objetivos. Saiba o que fazer em Aracaju no nosso post de hoje:

O que fazer em Aracaju: conheça as praias da cidade

Praia do Atalaia

A Orla de Atalaia é um dos pontos mais movimentados da capital sergipana! Seus 6 km de extensão concentram os principais hotéis, bares e restaurantes da cidade. Além disso, oferecem atividades para todos os perfis de viajantes.

Por lá, você pode tomar banho de mar, praticar diferentes esportes e entreter os pequenos em parquinhos. Alguns dos principais atrativos são a Passarela do Artesão, o Mundo da Criança e o Oceanário Aracaju.

Depois, ande pelo calçadão para aproveitar todos os parques, pistas de skate, praças infantis e feiras de artesanato que a praia tem a oferecer!

Praia do Saco

Fica mais distante do centro da cidade, contudo, proporciona bons passeios de buggy pelas dunas e piscinas naturais. O passeio custa cerca de R$ 140, mas sempre dá para negociar com o motorista.

O mar tem avançado sobre a faixa de areia, chegando até a danificar algumas construções. A imagem faz a gente se lembrar que, diante da natureza, somos bem pequenos.

Praia de Pirambu

É uma pequena vila a 29 km ao norte de Aracaju, que guarda paisagens belíssimas. O local é recomendado para quem quer relaxar e meditar sobre a vida e é ideal para gastar horas observando a natureza exuberante da praia. Existem alguns pequenos restaurantes à beira mar, que servem comida caseira da melhor qualidade.

Crôa do Goré

Já pensou em conhecer uma ilha que só aparece quando a maré está baixa? Pois é exatamente assim que é a Crôa do Goré! Basicamente, a Crôa do Goré é um banco de areia formado no meio do Rio Vaza Barris por conta do movimento da maré.

Para chegar lá, você pode pegar um dos catamarãs que saem da Orla do Pôr do Sol. Depois, é só se acomodar em uma cadeira sob um guarda-sol de palha, molhar os pés nas águas morninhas e relaxar enquanto prova os petiscos do bar flutuante.

A visita dura cerca de 30 minutos e você pode aproveitar para praticar Stand Up Paddle. Depois, o catamarã segue para a Ilha dos Namorados, que tem boa infraestrutura para receber visitantes.

Ilha dos Namorados

A ilha faz parte do roteiro dos catamarãs que saem da orla do Pôr do Sol. A praia, muitas vezes deserta, é paradisíaca, com águas tranquilas. Ótimo para passar momentos românticos a dois.

Além das praias, Aracaju conta com várias atrações

Oceanário Aracaju

Administrado pelo Projeto TAMAR, o Oceanário fica, como dissemos no tópico anterior, na Orla do Atalaia. Lá você vai encontrar mais de 70 espécies de animais marinhos, todos nativos da região do Sergipe.

São tubarões, moreias, peixes e arraias, que podem ser vistos bem de perto. Existe um tanque em que o visitante pode até tocar nos bichinhos. Funciona das 9h às 21h e a entrada custa R$ 20 por pessoa. Quem sabe você não dá sorte e pode ver uma das solturas das tartarugas no mar? É uma experiência inesquecível!

Museu da Gente Sergipana

Inaugurado em 2011 no prédio que abrigava o Colégio Atheneu Pedro II, o Museu da Gente Sergipana aposta na interatividade para fazer com que os visitantes mergulhem na história e na cultura do povo do estado.

Logo no começo da visita, você será surpreendido por Josevende, um feirante virtual com quem é possível interagir. Também dá para criar o seu próprio cordel, “vestir” roupas típicas das festas do estado e participar de brincadeiras antigas.

O museu, que é todo interativo e gratuito, foi projetado pelos mesmos idealizadores do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

Centro Cultural de Aracaju

Fundado em 2014, o Centro Cultural de Aracaju é outra atração relativamente nova da cidade! O antigo prédio da alfândega se transformou em uma instituição que reúne exposições, oficinas e apresentações para a população local.

Por si só, a estrutura física do centro cultural já faria a visita valer a pena. Outros grandes atrativos são a Biblioteca Mário Cabral e a Sala de Cultura Popular Mestre Euclides, que celebra os costumes e as brincadeiras do Sergipe.

Passarela do Caranguejo

O principal reduto boêmio de Aracaju fica bem no finalzinho da Orla de Atalaia! Apesar do nome, a Passarela do Caranguejo conta com bares e restaurantes que oferecem cardápios bem variados aos clientes.

À noite, os estabelecimentos ficam lotados de moradores e viajantes que desejam comer bem, bater papo e, quem sabe, curtir aquela música ao vivo. Ideal para quem gosta de forró ou deseja conhecer músicas típicas do nordeste! Vamos combinar: não falta o que fazer em Aracaju, não é mesmo? E ainda estamos só começando. 😉

Aprecie a rica história colonial

O Brasil começou no Nordeste, então, visitar o patrimônio histórico e cultural de Sergipe pode render lindos passeios. As construções que se destacam são do período imperial, mais especificamente entre os séculos 18 e 19.

Esses prédios históricos estão espalhados por Aracaju e as cidades vizinhas, que podem ser visitadas facilmente. Lembre-se que estamos no menor estado do Brasil, o que faz as distâncias entre as atrações serem curtas.

O Centro Histórico de Aracaju leva você de volta no tempo. É uma delícia caminhar tranquilo por entre o conjunto arquitetônico de praças, casarões, mercados públicos e museus, além da beleza da Catedral Metropolitana.

Você vai se deparar com apresentações artísticas de cordel e o comércio de artesanato, que são bem bonitos.

Ponte do Imperador

Nem próximo ao Centro Histórico, vale a pena dar uma volta nessa ponte. Ela foi construída em 1860 para servir de atracadouro para a comitiva do imperador Dom Pedro II e a imperatriz Tereza Cristina, que visitavam pela primeira vez a província.

Cidades Históricas de São Cristóvão e Laranjeiras

Nos arredores de Aracaju, essas duas cidades têm em comum o grande legado cultural. Em São Cristóvão, a praça de São Francisco é reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Lá você vai conhecer construções ainda intactas dos anos 1700, como a Igreja de São Francisco e o Palácio Provincial. Já em Laranjeiras, as ruas estreitas, pavimentadas com pedra sabão, típica do período imperial do Brasil, te levam numa viagem na história. Os destaques são a Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus, o Museu de Arte Sacra e o Mercado Municipal.

Às segundas-feiras, as atrações estão fechadas. Ambas cidades ficam cerca de 30 minutos de Aracaju, mas em direções opostas. É possível acessar os locais com as linhas de ônibus do transporte público, partindo dos terminais de Aracaju.

Conheça os mercados centrais (sim, no plural!)

O centro da cidade conta com três grandes mercados: o Mercado de Santo Antônio, o Mercado Thales Ferraz e o Mercado Governador Albano Franco. Enquanto os dois primeiros se ocupam de expor alguns dos principais aspectos da cultura popular sergipana – como artesanato, doces típicos e literatura de cordel -, o terceiro se concentra na venda de alimentos e bebidas.

Fica uma dica: não deixe de provar a mangaba, fruta nativa do Sergipe. 😉

Que tal fazer passeios diferentes em Aracaju?

Calçadão Formosa Aracaju

Esse calçadão fica na avenida Beira Mar. É um lugar para caminhar despreocupadamente, admirando a paisagem do rio Sergipe. Existem por ali equipamentos de ginástica, que podem ser usados gratuitamente para quem gosta de fazer exercícios.

Você pode, ainda, relaxar em uma das redes que estão espalhadas por todo o calçadão. A área conta com bares e restaurantes, em que dá para tomar uma bebida geladinha enquanto observa a movimentação.

Teleférico

No Parque da Cidade, você pode pegar uma carona no teleférico (R$ 16), que passa por sobre as copas das árvores, no local que guarda tudo o que sobrou de Mata Atlântica na cidade. No ponto mais alto do passeio, a vista panorâmica da cidade é maravilhosa!

As trilhas existentes ali, por razões de segurança, são indicadas apenas nos finais de semana, quando o movimento é maior. No mesmo parque, também existe um pequeno zoológico, que pode ser visitado gratuitamente.

Uma dica: arranje o seu passeio de teleférico para o mesmo dia da visita à Colina do Santo Antônio, já que as duas atrações ficam próximas.

Colina do Santo Antônio

O ponto mais alto da cidade é também o mais antigo. Fundada em 1855, a Colina do Santo Antônio é considerada o marco zero de Aracaju e abriga uma belíssima igreja com o mesmo nome. A subida até lá pode até ser um pouco íngreme, mas a vista panorâmica da cidade compensa o esforço. Uma rápida corrida de táxi também pode levar você até o topo.

Aproveite os catamarãs

Outra vista magnífica de Aracaju espera você no Rio Sergipe, que separa a capital de Barra dos Coqueiros. Isso mesmo! Mas para tanto, é preciso pegar um catamarã e navegar pelas águas tranquilas. Algumas empresas oferecem esse passeio diariamente, então vale a pena se informar a respeito dos pacotes e das tarifas disponíveis.

E não deixe de provar as delícias locais!

Falando em comida, vá os restaurantes locais para conhecer a culinária sergipana! O Restaurante Caçarola é famoso pelo seu “camarão de cueca”. No Cariri, você aproveita se jantar ao som animado do forró. E no Restaurante Duna Beach, o ambiente com redes e mesas de frente para o mar vai fazer com que você nunca mais queira ir embora!

Deu para perceber que não faltam opções na capital sergipana, não é mesmo? Agora que você sabe o que fazer em Aracaju, garanta a sua passagem mais barata na MaxMilhas! Você merece conhecer esse destino incrível!

Deixe um Comentário