Dicas para viajar durante a crise ou em épocas de dólar alto

Entre inflação e desemprego, a alta do dólar aparece como uma das consequências da crise que tem preocupado os brasileiros na hora de planejar suas viagens. Um avanço significativo da moeda, de mais de 30% durante 2015, obriga muitos viajantes a repensarem seus gastos durante as férias para não ter supresas nas contas depois.

Porém, mesmo com os desafios impostos pela crise e um orçamento apertado, existem alternativas para continuar viajando muito. Nós preparamos algumas dicas para ajudar você a planejar sua viagem mesmo com a crise e o dólar nas alturas. Confira:

Pesquise a melhor opção do dólar

As casas de câmbio costumam oferecer o chamado dólar turismo a preços distintos umas das outras. Por sua vez, os cartões pré-pago para viagens, de débito e de crédito, trabalham com datas diferentes para estabelecer a cotação das transações, além do IOF e da tarifa cobrada para saques.

Por isso, vale sempre pesquisar qual é a melhor opção para a sua viagem. Levar cédulas, por exemplo, tem suas vantagens e desvantagens: ao mesmo tempo que se paga o IOF menor na compra, existe o risco de perda, roubo ou limite para entrada em alguns países. Já os cartões costumam ser mais seguros, ainda que seja necessário checar os valores cobrados para saque, pelo IOF e possíveis taxas. Portanto, é interessante sempre pesquisar muito para chegar à opção que vai fazer o seu dinheiro valer mais no exterior!

Parcele menos durante a viagem

O parcelamento de despesas durante a viagem pode parecer uma boa saída para muitos viajantes, mas não se esqueça que, com a conversão dos gastos para dólares, o orçamento pode apertar na volta para a casa.

Sendo assim, é válido planejar muito bem os gastos antes da viagem. Alimentação, hospedagem, passeios, transporte – tudo deve ser estimado para que os parcelamentos no cartão de crédito fiquem apenas para os casos de emergência. Acredite: a divisão daquelas compras em 10 parcelas pode comprometer seu orçamento do próximo ano e até das próximas viagens!

Escolha bem o período da viagem

Pode parecer óbvio para alguns, mas muita gente se esquece das vantagens de viajar na baixa temporada. A economia pode chegar até 70% se a viagem for realizada em abril, maio, setembro ou outubro em vez de períodos de alta temporada.

Esses meses são mais baratos em todo o mundo e uma boa pesquisa na internet pode ajudar você a encontrar as melhores opções de épocas para viajar a diversos destinos no exterior. Por isso, relembramos: abuse da pesquisa! Esse recurso pode ser um grande aliado na hora de planejar sua viagem.

Use milhas aéreas

Você sabia que o cartão de crédito também pode ser usado ao seu favor? Diferentes bandeiras de cartões oferecem programas de acúmulo de pontos que podem ser trocados por milhas aéreas. Além disso, as companhias aéreas também dispõem de programas de fidelidade que oferecem milhas aos seus clientes. Procure saber mais sobre os programas oferecidos pelo seu cartão e pelas companhias pelas quais você costuma viajar, efetue o cadastro e esteja sempre atento às datas de vencimento das milhas obtidas para que elas não expirem.

Se você não faz parte de nenhum programa de milhagens, a MaxMilhas pode ajudar você a conseguir passagens baratas compradas com milhas. Assim, você economiza até 80% se comparado aos custos de uma passagem aérea tradicional! Para conhecer mais sobre a MaxMilhas e o serviço de intermédio entre transações de compra e venda de milhas aéreas que fazemos, visite o nosso site.

Gostou das nossas dicas? Tem alguma outra dica valiosa para ajudar no planejamento de viagens ao exterior mesmo com o dólar alto? Conte para a gente nos comentários!

Comentários

Deixe um Comentário