Mulher viajando sozinha: 6 dicas para uma viagem tranquila

Hoje em dia, ver uma mulher viajando sozinha já não é novidade. Felizmente, cada vez mais mulheres estão conquistando espaços e isso inclui o espaço aéreo, claro. Viajar é sempre bom, mesmo sozinha, pois você própria será a sua melhor companhia.

Viajar é uma gostosa forma de empoderamento. Não foi à toa que o escritor francês François Mauriac (1885-1970) disse: “Tenho dificuldade em acreditar na inocência das pessoas que viajam sozinhas”. Sim, uma viagem solo enriquece a alma, aumenta a autoestima e deixa a gente mais poderosa, mais sábia, mais tolerante e flexível.

No entanto, isso não significa dar bobeira em suas viagens solo. Viajar é preciso, mas tomar cuidados é fundamental para qualquer viajante. E como a gente acha que você merece ir sempre mais longe, sem entrar em roubadas, vamos deixar as reflexões filosóficas de lado e partir para o lado prático.

Que tal ler nossas dicas de segurança para uma mulher viajando sozinha? Acompanhe!

1. Evite desembarcar tarde da noite

Esta é a primeira dica importante: reserve um voo que chegue ao seu destino durante o dia. Em um mundo ideal, pegar um táxi sozinha à noite ou pedir uma informação deveria ser uma ação tranquila. Porém, sabemos que infelizmente essa ainda não é a realidade, por isso, precisamos ter alguns cuidados.

Veja o que pode acontecer se você desembarcar tarde da noite:

  • encontrar o posto de informações turísticas fechado e não contar nem com um mapinha básico do lugar;
  • descobrir que o transporte público não funciona depois de certa hora;
  • ter que pegar táxi à noite e sozinha;
  • não encontrar lojas abertas e nem alguém nas ruas a quem pedir informações, caso necessário;
  • chegar na acomodação e descobrir que o check-in está encerrado.

Então, para evitar essas e outras situações desagradáveis, programe-se para chegar ao seu destino em horário comercial.

2. Pesquise muito sobre tudo

Quanto mais informações reunir sobre seus destinos, mais segura será sua viagem. Além de trocar ideias com quem já foi antes, use e abuse da internet para facilitar sua vida. Pesquise sobre as cidades, leia blogs de viagem, faça do Google o seu melhor amigo.

Pesquisando com antecedência, você evita as roubadas que a gente citou no item 1 e muitas outras. Então:

  • descubra as opções e horários de transporte do aeroporto até a acomodação;
  • imprima ou salve no celular um mapa do trajeto aeroporto-hotel;
  • prefira acomodações com check-in 24 horas;
  • escolha as atrações de seu interesse e reserve com antecedência;
  • leia os comentários em sites de viagens para saber o que vale a pena visitar;
  • encontre cursos online para aprender palavras básicas na língua local, nem que seja só “bom dia”, “por favor”, “obrigada”, “com licença”, “desculpe”. Gentileza faz milagres!

3. Conheça e respeite a cultura local

Em países de culturas muçulmanas, por exemplo, se não puder ou não quiser viajar em grupo, é bom contratar um guia de confiança, que fale o idioma local e dê orientações sobre as leis e os costumes do lugar.

Alguns países são mais abertos ao turismo, outros são mais rigorosos com seus costumes, por isso é importante informar-se com o guia ou com o pessoal do hotel. Não só para uma mulher viajando sozinha, mas para qualquer pessoa, o respeito aos costumes locais evita conflitos e olhares hostis.

Em 2017, um site chamado Yolocaust denunciou o comportamento desrespeitoso dos turistas no Memorial do Holocausto em Berlim. Há questões delicadas na história e cultura de cada país que é preciso conhecer e respeitar. Ainda bem que você, uma mulher empoderada e cidadã do mundo, sabe disso muito bem, não é?

4. Permaneça em contato com amigos e familiares

Facilite a sua localização pela família. Prepare um documento com detalhes de seus roteiros, endereços e telefones das acomodações e compartilhe com parentes e amigos. Anote, também, os números de emergência e das embaixadas brasileiras nos países estrangeiros.

Você sabia que é possível compartilhar sua localização pelo WhatsApp? Abra o aplicativo e clique no pequeno clipe à direita do campo de mensagens. Escolha a opção localização. Siga as instruções para indicar as pessoas que você quer que acompanhem seus deslocamentos pelo celular, em tempo real.

Não conte com a sorte de encontrar Wi-Fi em todos os lugares que frequentar. Antes da viagem, ligue para sua operadora e veja o que oferecem quando você estiver fora de sua cidade.

O melhor mesmo é comprar um chip local com direito a pacote de dados. Se possível, faça isso ainda no aeroporto. Aproveite para mandar notícias para a família e informar o número de celular que utilizará.

5. Fique atenta ao pegar táxi

Espertinhos existem em qualquer lugar e sempre haverá alguém querendo levar vantagem sobre o turista desatento. Não é raro um taxista ou motorista de aplicativo fazer um caminho mais longo, já que você não conhece a cidade.

Então, como lidar? Veja algumas dicas:

  • pesquise na internet ou pergunte na recepção do hotel ou hostel o preço aproximado do trajeto que você vai fazer;
  • repita a pergunta ao motorista antes de entrar no carro: “Estou indo para o aeroporto, qual será o preço aproximado da corrida?”
  • se usar aplicativos, você já saberá o valor com antecedência, mas confira se a corrida foi realmente encerrada, quando chegar ao seu destino.

6. Escolha bem a acomodação

Veja nossas recomendações para se hospedar com segurança:

  • viajando sozinha, escolha uma hospedagem bem localizada e bem servida de transporte;
  • fique em uma zona próxima a restaurantes e bares, para ter mais opções de baladas;
  • leia todos os comentários de hóspedes anteriores, principalmente os de mulheres — muitos sites dão opções de filtros;
  • hostels são ótimos para se enturmar e fazer programas divertidos, como o famoso pub crawl, quando a galera sai à noite para conhecer vários bares e provar um drink em cada lugar;
  • se escolher um hostel, leve cadeado e tranque suas coisas nos lockers;
  • pergunte na recepção se oferecem cofre para deixar documentos e dinheiro;
  • nunca saia sem ter anotado o endereço e o telefone de onde está hospedada, pois acredite: conhecemos casos de gente que ficou perdida e nem sabia informar ao taxista o nome do hotel em que estava!

Por fim, quando se fala em dicas de segurança, lembre-se daquelas que já são clássicas: deixe valores no cofre do hotel, saia só com o dinheiro do dia e cópias dos documentos, não despreze sua intuição, faça sempre um seguro viagem etc.

Planeje viagens fantásticas e aproveite intensamente cada momento de suas aventuras. Uma mulher viajando sozinha, como qualquer outro viajante, precisa tomar certos cuidados, mas nada que te impeça de sair para descobrir o mundo e se divertir muito. Você merece, pode e deve viajar cada vez mais!

Para começar a traçar seu próximo roteiro, leia o nosso post sobre os melhores destinos no Brasil para viajar sozinha!

Comentários

Deixe um Comentário