5 motivos para investir em um mergulho em Fortaleza

Assim como outros grandes destinos turísticos da região Nordeste, Fortaleza cai no gosto de seus visitantes por reunir belezas naturais, cultura rica e gastronomia deliciosa. Tudo o que nós buscamos em uma viagem, não é mesmo?

A cidade também é uma boa pedida para quem curte praticar esportes aquáticos. Se você faz parte desse time, descubra alguns motivos pelos quais você deveria fazer mergulho em Fortaleza!

1 – Grande quantidade de pontos de mergulho

Ao todo, o litoral de Fortaleza tem 34 km de extensão e conta com 15 praias. Portanto, não é de se espantar que a capital cearense ofereça vários pontos de mergulho e seja reconhecida nacionalmente por isso!

Para você ter uma ideia, apenas o Parque Estadual Marinho da Pedra da Risca do Meio tem 33,2 km² e uma dezena de pontos de mergulho catalogados. Outros locais interessantes ainda se espalham pela costa.

2 – Várias opções para os mais experientes

Infelizmente, as praias cearenses têm um tom esverdeado e não oferecem boa visibilidade para os chamados “mergulhos de batismo”. Por outro lado, o mar é capaz de proporcionar experiências incríveis para quem já mergulha.

Basta se afastar 10 km da costa para encontrar águas azuis, que são transparentes e oferecem visibilidade. A profundidade média de 23 m e as correntes exigem um certo grau de conhecimento do mergulhador.

3 – Belezas absolutamente incomparáveis

Contemplar belezas naturais de um ângulo diferente é um dos grandes motivos que levam as pessoas a tirar certificações em mergulho. Em Fortaleza, elas podem encontrar recifes, peixes, arraias, tartarugas e tubarões.

Quem decide praticar mergulho em Fortaleza também tem a possibilidade de ver alguns naufrágios de perto. Os mais famosos são o do Titanzinho, o do Ipesca IV e o do Avião (sim, há uma aeronave naufragada por lá!).

4 – Condições favoráveis por boa parte do ano

Você está convencido de que precisa praticar mergulho em Fortaleza algum dia? Se possível, programe a sua viagem para o primeiro semestre do ano! O período que vai de março a junho é o mais propício, pois não há muito vento.

Os meses de agosto, setembro e outubro são os menos indicados pelas empresas de mergulho locais. Já a época de altíssima temporada – ou seja, de dezembro a fevereiro – é um tanto imprevisível.

5 – Cursos de mergulho super reconhecidos

Quem ainda não tem certificação em mergulho deve aproveitar sua viagem a Fortaleza para fazer um curso. Os programas mais básicos podem ser realizados em menos de uma semana. Uma boa atividade para as férias, não é mesmo?

Antes da matrícula, confira de que a escola escolhida oferece cursos que seguem as metodologias de treinamentos das certificadoras internacionais de mergulho associadas ao World Recreational Scuba Training Council (WRSTC).

Fazer um curso para conseguir a sua certificação em mergulho pode sair caro. Por sorte, você pode economizar em outros aspectos da sua viagem, como na compra das passagens.

Gostou da ideia de investir em um delicioso mergulho em Fortaleza? 

Aproveite os descontos especiais para Fortaleza e viaje agora mesmo! 

Comentários

Deixe um Comentário