Tudo que você precisa saber sobre uma viagem de avião com o pet

Ter um animal de estimação é ter uma companhia para todas as horas. Inclusive quando você vai viajar! Porém, muitas pessoas não sabem que podem levar seus pets no avião, ou apenas não sabem como, e acabam tendo que encontrar alternativas para o bichinho enquanto viajam.

Mas você não precisa fazer isso. No texto de hoje, vamos explicar tudo sobre como fazer uma viagem de avião com o pet!

Regras das companhias aéreas

O primeiro passo para fazer uma viagem de avião com o pet é entrar no site da companhia área e conferir as regras de transporte de animais. Isso porque cada empresa tem suas próprias regras e elas podem variar de acordo com o tamanho, peso ou idade do animal. Por exemplo, na Gol, apenas animais com mais de 4 meses podem voar. Na Latam, dependendo do destino, eles podem ter apenas 8 semanas.

A maioria das empresas permite que o passageiro viaje com um cachorro ou um gato na cabine, dentro da caixa de transporte, mas isso pode depender do porte do animal. Cachorros muito grandes têm que ir no compartimento de carga do avião, por exemplo. Se seu pet for de outra espécie, ele também deverá viajar no compartimento de carga.

Caso o seu pet seja um cão-guia ou um animal de assistência emocional, algumas companhias permitem que eles viajem na cabine, sem custo adicional, desde que seja apresentada a receita médica.

Documentos necessários na viagem de avião com o pet

Para viajar com seu animal de estimação, você também terá que separar os documentos dele. O primeiro documento obrigatório é o comprovante de vacinação contra raiva, obrigatória para animais com mais de três meses, que deve ter sido aplicada há mais de trinta dias e menos de um ano.

Também é necessário apresentar uma inspeção veterinária, também conhecida como atestado de saúde, que garante que seu pet não está doente. Ela deve ser emitida no máximo dez dias antes da viagem. Algumas companhias exigem também o certificado de aclimatação, que atesta que o animal pode ser exposto a temperaturas extremas sem que sua saúde seja prejudicada.

Em viagens internacionais, também é exigido o Certificado Zoossanitário Internacional. Ele deve ser emitido por um veterinário do Ministério da Agricultura, que se encontra em aeroportos internacionais.

Dicas para uma viagem mais tranquila

  • Acostume seu pet com a caixa de transporte dias antes da viagem. Comece colocando o pote de comida dele ali, assim como seus brinquedos favoritos, para que ele aprenda a entrar na caixa.
  • Brinque bastante com seu bichinho no dia da viagem para que ele esteja cansado o suficiente e durma em sua caixa durante o voo.
  • Não viaje com fêmeas gestantes. A movimentação pode assustá-las.
  • Deixe que o animal caminhe um pouco durante a escala, para gastar um pouco de energia depois do longo período parado.
  • Leve brinquedinhos para que ele se distraia durante a viagem.

Agora, você já sabe o que é preciso para não deixar seu melhor amigo para trás. A viagem de avião com seu pet pode ser um processo simples se você conhecer as regras da companhia aérea e ficar de olho na saúde do seu bichinho!

Você já viajou com seu pet? Conte-nos como foi a experiência!

Agora que você já sabe como fazer, aproveite as ofertas incríveis da MaxMilhas e viaje com seu pet! 

Comentários

Deixe um Comentário