Dicas de viagem para quem ama museus

Muitos viajantes não gostam de visitar museus. Acham que eles são uma perda de tempo, chatos e entediantes. Mas essas pessoas não sabem o que estão perdendo: visitar um museu é a maneira mais rápida, simples e expositiva de conhecer a cultura e a história de um lugar.

Se você não é uma dessas pessoas e adora passar horas diante de quadros e peças históricas, vai adorar o texto de hoje. Essa lista mostra algumas cidades perfeitas para você.

Veja nossas dicas de viagem para quem ama museus!

São Paulo – SP

São Paulo é considerada por muitas pessoas como uma capital cultural do nosso país, e um dos motivos para ganhar esse título é a quantidade de museus que ficam na cidade. A Pinacoteca do Estado, o mais famosos entre eles, abriga mais de 9 mil obras, como o quadro “Tropical”, de Anita Malfatti.

À frente da Pinacoteca fica o Museu da Língua Portuguesa, que está em reforma no momento. É um museu interativo, que homenageia grandes nomes da literatura de língua portuguesa, como Machado de Assis, Jorge Amado, Clarice Lispector e Guimarães Rosa.

E para quem ama esportes, o Museu do Futebol também é uma atração imperdível. Nele, é possível assistir jogadas que entraram para a história e ouvir narrações, além de visitar uma biblioteca pública dedicada ao futebol. Quem ama museus terá muitas opções em São Paulo!

Recife – PE

Para quem ama museus, a cidade de Recife é uma parada obrigatória, já que nela está aquele que é considerado o melhor museu da América Latina: o Instituto Ricardo Brennand (IRB). Ele foi fundado em 2002 e sua arquitetura é toda em estilo medieval, como se fosse um castelo rodeado por um vasto jardim.

Seus três prédios compreendem o Museu Castelo São João, a Pinacoteca, a Galeria e a Capela Nossa Senhora das Graças, e todos merecem uma visita. Sua coleção de objetos históricos tem diversas procedências e cobre vários períodos da história – da Baixa Idade Média até o Brasil Holandês.

Além disso, o instituto tem um dos maiores acervos de armas brancas do mundo, com mais de 3 mil peças, e uma biblioteca com mais de 60 mil volumes. É um lugar imperdível para quem ama cultura e história.

Bogotá – Colômbia

Dos nossos vizinhos da América do Sul, Bogotá é um dos que mais vai agradar quem ama museus. Sua cultura, arte e arquitetura não estão apenas nas ruas cheias de cor da capital, mas também em acervos que mostram um pouco mais da história e das tradições colombianas.

O Museu Botero, um dos principais, fica no centro histórico da cidade e possui 123 obras da coleção do artista plástico Fernando Botero – que começou as doações que deram origem ao museu. Além disso, 85 obras internacionais também fazem parte do acervo, um prato cheio para quem ama arte.

Quem quer saber um pouco mais da história e da riqueza da Colômbia pode visitar o Museu do Ouro, fundado em 1939, que exibe lindas peças feitas com o material. Uma experiência inesquecível!

Buenos Aires – Argentina

Para encerrar, mais um de nossos vizinhos que guarda grandes museus para que seus visitantes conheçam mais da história, da arte e da cultura local. Buenos Aires tem muitos museus de todos os tipos que encantam todos os turistas que passam pela cidade.

O mais famoso entre eles é o Malba, um museu dedicado às artes que conta com um acervo fixo invejável: estão lá, entre outros, obras como o Abaporu, de Tarsila do Amaral, e o autorretrato de Frida Khalo. Suas exposições temporárias não ficam para trás e mostram o que tem de melhor na arte contemporânea.

O Museu Evita conta a história da primeira-dama argentina através de suas roupas, vídeos e outros artefatos da época. Como ele fica no mesmo prédio em que Evita fazia seus projetos de caridade, é possível quase sentir a presença da mulher que mudou a história da Argentina.

Quer visitar esses museus agora mesmo? Comece a planejar sua viagem!

Aproveite o sistema de compra e venda de milhas da MaxMilhas para garantir o melhor preço na passagem aérea!

Comentários

Deixe um Comentário