O que fazer em Alter do Chão

Sabia que o Distrito de Alter do Chão tem a praia de água doce mais bonita do mundo? Descubra o que fazer por lá!

Alter do Chão é um distrito administrativo do município de Santarém, no Pará. Há alguns anos, a região ganhou fama internacional por ter a praia de água doce mais bonita do mundo, de acordo com o jornal inglês The Guardian.

Desde então, Alter do Chão chama a atenção de viajantes do Brasil inteirinho! Caso você seja um deles, confira um roteiro com dicas sobre o que fazer no Caribe Brasileiro.

Descubra o que fazer em Alter do Chão em 5 dias

Dia 1

Ilha do Amor

A Ilha do Amor é considerada um dos principais cartões postais de Alter do Chão. Por lá, o grande programa é relaxar em uma cadeira dentro da água e explorar a culinária local.

Quem visita a região em novembro pega o período de baixa das águas e pode chegar na Ilha do Amor a pé. No restante do ano, a travessia costuma ser feita com a ajuda de lanchas e canoas.

Serra da Piraoca

A partir da Ilha do Amor, é possível encarar uma trilha que tem aproximadamente 1 hora de duração e é capaz de levar até o ponto mais alto de Alter do Chão: Serra da Piraoca.

Por estar 110 metros acima do restante da região, ele propociona uma bela visão de Alter do Chão, do Lago Verde, do Rio Tapajós e da Ponta do Cururu. Altamente recomendável para fechar o primeiro dia de viagem!

Dia 2

Praia de Pindobal

Não é possível ver a margem oposta do Rio Tapajós na bela Praia de Pindobal. Por isso, a impressão é que estamos contemplando um mar de águas estranhamente calmas.

Os quiosques instalados por ali podem estender a experiência por muitas horas. Além de continuar conhecendo a gastronomia local, você pode alugar caiaques ou Stand Up Paddles.

Praia de Ponta do Cururu

A Praia de Ponta do Cururu é outra opção interessante em Alter do Chão. Contudo, a falta de infraestrutura turística acaba prejudicando aqueles que viajam com crianças ou idosos.

Por isso, nossa sugestão é que você vá até lá no fim da tarde para contemplar o pôr do sol. Sem dúvidas, essa será uma das experiências mais incríveis que terá durante sua estadia em Alter do Chão!

Dia 3

Lago Verde e Floresta Encantada

Durante o período de baixa das águas – o chamado verão amazônico, que vai de agosto a dezembro –, o Lago Verde é separado do Rio Tapajós por uma grande porção de areia.

Quando as águas sobem, lago e rio se transformam em um só, dando origem ao que ficou conhecido como Floresta Encantada. É possível passear de barco entre as copas das árvores e ver diversos tipos de animais.

Igarapés

A Bacia Amazônica é formada por diversos igarapés: cursos d’água que têm pouca profundidade e costumam correr no interior da mata. E, como não poderia deixar de ser, Alter do Chão está cheia deles!

Entre os mais conhecidos estão os igarapés do Macaco, do Camarão e de Iruçanga. Acrescente pelo menos um deles no seu roteiro para nadar e/ou contemplar a natureza.

Dia 4

Floresta Nacional do Tapajós

A Floresta Nacional do Tapajós é uma unidade de conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Atualmente, é preciso pagar uma taxa de entrada e outra para uma trilha

Dependendo da trilha escolhida, você terá a possibilidade de conhecer árvores milenares, observar animais nativos da região e visitar comunidades tradicionais. Portanto, vale muito a pena!

Dia 5

Praia de Ponta de Pedras

É claro que um roteiro com dicas sobre o que fazer em Alter do Chão não poderia terminar de outra maneira! Reserve seu último dia na região para curtir a Praia de Ponta das Pedras.

Essa praia se destaca das demais por conta das curiosas formações rochosas que tomam conta de suas areias quando as águas baixam. Além se relaxar, você pode conhecer as belezas naturais: há lagos, canais e ilhas por perto.

Dicas do Emílio Thadeu via Facebook 😉

Sugestões para curtir a noite:
“1- Praça da Matriz – Come-se uma comida maravilhosa no bar do argentino ou uma pizza com vinho na pizzaria da esquina;
2- Testar o francês, inglês e o espanhol no calçadão da igreja;
3- Esquina do carimbó (ritmo paraense) na esquina subindo a ladeira da lareral da Matriz;
4- Dançar muito num lugar maravilhoso (comida excelente e drinks exóticos)…de preferência guardar o tênis e as sandálias na bolsa…Espaço Alter do Chão é o nome do local.
Sou fã de Alter!!!”

Agora você já sabe o que fazer quando embarcar para Alter do Chão! Comece a organizar essa viagem agora mesmo: acesse o nosso site e procure passagens aéreas com desconto.

Comentários

Deixe um Comentário