É possível vender milhas seguras?

Para quem é cliente de programa de fidelidade, ter milhas em mãos é sempre um bom negócio. Os pontos acumulados podem se transformar em produtos e em viagens sem a necessidade de gastar dinheiro. Mas também existe a possibilidade de vender milhas para fazer uma renda extra. Afinal, é possível ter milhas seguras nesse processo?

Algumas pessoas questionam se é proibido negociar os pontos, mas já te adiantamos que você pode comercializar suas milhas tranquilamente. Como esse assunto gera muitas dúvidas, vamos te explicar com mais detalhes. É só seguir a leitura.

Como ter milhas seguras?

Você já sabe que é possível negociar seus pontos, certo? Agora, como ter milhas seguras? Pode parecer complexo, mas essa resposta é mais simples do que imagina. O raciocínio é simples: todos os seus pontos estarão seguros, você vendendo ou não.

Calma, vamos explicar um pouco mais. Quando você acumula pontos – seja nas compras feitas com cartão de crédito, seja viajando de avião -, você está pagando por eles. Como? É simples: o preço desses pontos já está embutido nas compras ou na anuidade do cartão de crédito que você paga.

Quantas milhas você precisa para viajar?

Tire todas as suas dúvidas em nosso guia sobre milhas aéreas.

Quantas milhas preciso para viajar?

Tire todas as suas dúvidas em nosso guia sobre milhas aéreas.

Logo, se você também está pagando pelos pontos, tem total propriedade sobre eles. Com esse poder em mãos, é possível fazer o que achar melhor. Isso inclui trocar por produtos, por outros voos ou mesmo vender em empresas especializadas no comércio de milhas.

Mas o que são empresas especializadas na venda de milhas?

Basicamente, empresas especializadas na venda de milhas são empresas que compram e vendem pontos. Algumas delas também vendem passagens aéreas por um preço mais em conta do que nas companhias, porque emitem os bilhetes com as milhas de outras pessoas. É facilidade para quem quer vender milhas e quem quer apenas viajar.

Essas empresas cuidam de todo o processo de negociação e emissão das passagens,  garantindo suas milhas seguras. Quem quer vender os pontos ganha em dinheiro e quem quer comprar a passagem ganha com a economia na hora de voar.

Quais as formas de acumular milhas?

Se engana quem pensa que a forma mais fácil de acumular milhas é viajando. Por mais que o sistema tenha surgido nas companhias aéreas, a melhor forma de se ter pontos é utilizando o cartão de crédito.

Com um cartão de crédito, você pode acumular milhas em cada compra que fizer. A média de mercado é de um ponto a cada dólar gasto e vai para sua conta. Esses pontos têm validade de expiração que varia de acordo com o tipo do cartão e da sua categoria nos programas de fidelidade. Então, fique atento!

Os pontos são disponibilizados após o pagamento da fatura do cartão e podem, a qualquer momento, ser trocados por produtos de parceiras do próprio banco. Mas existe a possibilidade de fazer a transferência para os programas de fidelidade das companhias aéreas, se transformando em milhas.

Comercializar os pontos é ilegal?

Mesmo que os programas de fidelidade tenham cláusulas em seus regulamentos que digam que sim, não existe nenhuma lei que impeça a comercialização. É vedada a imposição de cláusula de inalienabilidade para negócios jurídicos onerosos no território brasileiro.

Calma, vamos traduzir do juridiquês! É proibido impor condições que envolvem compra e venda de algo que foi pago por você. Como pontos e milhas são adquiridos dessa forma, tentar impedir sua transferência é considerada uma prática abusiva. Ninguém pode te privar de usar seu patrimônio. No caso, suas milhas.

Então, pode seguir suas vendas com tranquilidade: milhas seguras são as que você troca ou vende. O que cabe para você é analisar qual a melhor opção para os pontos acumulados.

Agora que você já sabe da segurança das suas milhas, faça a melhor escolha para aproveitá-las ao máximo e não perder dinheiro!

Comentários

Deixe um Comentário