Faz a ponte aérea Rio-SP? Saiba o que fazer para não perder seu tempo

É um passageiro assíduo da ponte aérea Rio-SP? Então, este post é para você que deseja saber o que fazer para não perder tempo na sua viagem! Goste você de olhar a vista na janela ou de aproveitar a saída de emergência para trabalhar com conforto, nós damos dicas incríveis para aproveitar cada minuto do voo! Além disso, você descobre, ainda, como o trecho se transformou em um dos mais requisitados em todo mundo. Acompanhe

Como não perder tempo na ponte aérea Rio-SP?

Movimentada, a ponte aérea Rio-São Paulo surgiu com um acordo entre as companhias CRUZEIRO DO SUL, VARIG e VASP, em 5 de julho de 1959. Na data, as empresas passaram a oferecer voos com uma frequência maior entre os aeroportos Santos Dumont, no Rio, e Congonhas, em São Paulo.

Com a saída da VARIG em 1999, o acordo que criaria a ponte aérea poderia ter chegado ao fim. No entanto, de lá para cá, o trecho só fez crescer e hoje segue operando, mas com aviões da AVIANCA, AZUL, GOL e LATAM. Atualmente, são mais de 120 voos, a cada 10 minutos, que partem das duas metrópoles de 6h30 até as 22 h. Mas como você pode perder menos tempo nessa ponte aérea? Fique de olho nestas cinco dicas:

  1. na hora de comprar sua passagem, reserve um assento na frente da aeronave para garantir que você entrará e sairá do avião com mais rapidez;
  2. a escolha da poltrona é decisiva! Se você for alto, tente garantir um assento no corredor ou na saída de emergência para não ficar desconfortável;
  3. ficar na saída de emergência é uma ótima pedida para quem vai aproveitar o voo para trabalhar, pois sem passageiros à sua frente, você consegue usar o computador com mais tranquilidade;
  4. mas se você curte apreciar a paisagem, que tal marcar uma poltrona na janela? Cuidado para não ficar ao lado das turbinas, já que as asas podem atrapalhar a sua visão;
  5. sua prioridade é ganhar tempo, então, antes mesmo de chegar ao aeroporto, faça o check-in pela internet (nos sites ou apps das companhias aéreas);
  6. se você quer evitar as filas, leve apenas uma bagagem de mão. Dessa forma, é possível economizar e ainda ir direto para o embarque.

O que levar para não perder tempo na viagem?

A ponte aérea Rio-SP, atualmente, é feita em apenas 45 minutos. Desde 2013, os voos ficaram ainda mais curtos devido a uma atualização no sistema de navegação da Força Aérea, que permitiu pousos e decolagens em dias com tempo ruim. Mas se a sua pergunta for como agilizar ainda mais a viagem, a resposta é: tendo em mãos aquilo de que você precisa para não passar apuros!

Muitos passageiros esquecem itens básicos e acabam perdendo o avião. Mas para que isso não ocorra com você, leve sempre consigo um documento de identificação (ainda que faça check-in online, será necessário apresentar esse documento) e número do bilhete. Como se trata de um voo doméstico, entre cidades brasileiras, é preciso estar com uma hora de antecedência no aeroporto para não correr riscos.

Mas quer saber outro ponto que pode poupar tempo na sua viagem? Siga ao próximo passo e aprenda como se deslocar entre os aeroportos!

Qual é a melhor forma de chegar e sair do aeroporto?

Você já sabe que há voos diretos todos os dias que partem dos aeroportos de Congonhas a Santos Dumont, e vice-versa. Mas a sua dúvida é qual é a melhor maneira de chegar e sair dos aeroportos, certo? Para poupar seu tempo, aqui nós damos dicas de como se deslocar até os terminais evitando o trânsito. Continue lendo!

No Santos Dumont

Dependendo do lugar em que o viajante vá no Rio de Janeiro, há três opções para se deslocar desde o Aeroporto Santos Dumont, que fica localizado na Praça Senador Salgado Filho, s/n, no Centro da capital fluminense. A primeira forma de deslocamento à qual você pode recorrer é o ônibus: os veículos da Real Premium saem do terminal e levam a várias zonas da cidade — as passagens custam de R$ 12 a R$ 13,50.

Porém, se você preferir mais conforto, pode chamar um dos táxis que ficam no portão de acesso principal ou usar o seu celular para entrar em contato com um taxista pelos aplicativos. Outra opção é alugar um carro para conhecer melhor a Cidade Maravilhosa — se essa for a sua pedida, há no aeroporto um guichê da empresa Hertz, que oferece o serviço.

Em Congonhas

Calma, uma grande qualidade do Aeroporto de Congonhas (em comparação com o internacional, em Guarulhos) é que ele está no coração de São Paulo. Mas há sempre opções para você se deslocar com maior rapidez. Bom, antes de abordar as opções de deslocamento, tenha em mente que você pode resolver alguns problemas do dia a dia (como pagar contas e sacar dinheiro) no próprio aeroporto, que é dividido em dois pisos.

Quer economizar de verdade?

Descubra em nosso guia os melhores aplicativos para viajantes e aproveite sua viagem com muito mais grana no bolso!

Para o viajante que chega até o Aeroporto de Congonhas, que fica situado na Avenida Washington Luís, s/n, na Vila Congonhas, há como se deslocar de transporte público, tomando o ônibus 675I, que faz integração com o metrô São Judas, da Linha 1 (azul).

Há, ainda, como pedir um táxi pessoalmente ou pelos aplicativos de celular ou, se você preferir, alugar um carro no setor de serviços do aeroporto. Uma última dica: para quem deixa o carro no estacionamento de Congonhas, a conta pode sair cara, apesar de valer a pena se você for a um destino longe de táxi.

A ponte aérea Rio-SP está prestes a completar 60 anos desde o acordo que a implementou, nos anos 1950. De lá para cá, o trecho se transformou em um dos mais movimentados do mundo. Para você ter uma ideia, o volume de passageiros aumentou 26% nos últimos anos. Neste texto, você aprendeu que se antecipar no check-in, levar menos bagagem e saber a melhor forma de chegar e sair dos aeroportos são as melhores opções para otimizar o seu tempo de viagem.

Agora que você está por dentro das dicas e vai poupar tempo na sua próxima viagem na ponte aérea Rio-SP, siga-nos nas redes sociais para ficar sempre bem-informado! 😉

Comentários

Deixe um Comentário