Novas regras de bagagem da Azul

Não vê a hora de fazer as malas para a próxima viagem? Então fique ligado, porque a Azul está com regras novas em relação à bagagem.

Desde março de 2017 estão em vigor as Condições Gerais de Transporte Aéreo (CGTA) estabelecidas na resolução nº 400/2016 pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A Azul foi a primeira companhia a se adaptar às novas normas, por isso vale ficar atento pra não acabar pagando a mais sem necessidade.

Como a MaxMilhas não se conforma em “só” oferecer a passagem aérea mais barata e faz tudo pra melhorar ainda mais sua experiência de viagem, a gente preparou esse post. Aqui, você vai encontrar os principais pontos de atenção sobre as regras de bagagem.

Bagagem de mão na Azul: o que pode e o que não pode

A bagagem de mão é tudo aquilo que vai com você na cabine – documentos, objetos de valor, joias, dinheiro, medicações, itens de higiene etc. Basicamente, o que mudou nesse item foi o peso máximo, que passou de 5 kg para 10 Kg, tanto em viagens nacionais quanto internacionais.

Se passar dos 5 Kg, aí sim, há cobrança de valor e a bagagem terá que ser despachada. Isso também pode acontecer por motivo de segurança ou capacidade da aeronave, mesmo estando dentro do limite de peso. Mas aí você não pode ser cobrado por isso.

Fim da franquia de bagagem obrigatória

Também não há mais franquia de bagagem obrigatória. Agora cada companhia tem a liberdade de vender suas passagens com limites diferentes para as bagagens despachadas.

O valor, então, é estabelecido como uma cobrança extra, assim como a taxa de embarque. As tarifas podem ser diferentes de acordo com o peso. Aliás, a empresa pode até não cobrar nada, se não quiser. E o cliente pode comprar o tíquete sem a franquia, se não quiser despachar bagagem.

Azul e Mais Azul nos voos nacionais

A Azul, então, optou por 2 modalidades de cobrança: a Azul e a Mais Azul. Nos voos nacionais, na Mais Azul, o cliente tem direito a até 23 Kg na primeira bagagem despachada. Na Mais Azul a tarifa é de R$ 60,00 para a primeira bagagem despachada nos canais digitais (site, app e Azul Center) – e R$ 100 se o despacho for sinalizado no aeroporto.

Já na segunda bagagem os valores ficam em R$ 100 e R$ 140 respectivamente em ambas as modalidades e R$ 130 e R$ 160 da terceira à quinta bagagem despachada.

Azul e Mais azul nos voos internacionais

Para os voos com destino à América do Sul, apenas a modalidade Mais Azul inclui uma peça de até 23 kg. Na Azul, o despacho da primeira mala custa US$ 20 nos canais digitais e US$ 30 no aeroporto. Da segunda à quinta bagagem esses valores sobem para US$ 40 e US$ 60 respectivamente em ambas as modalidades.

Já nos voos internacionais para os Estados Unidos e a Europa, a Azul inclui franquia de 3 bagagens de 23 kg nas tarifas da classe Business e de 2 bagagens de 23 kg nas tarifas da classe Economy.

É possível adicionar 1, 2 ou 3 outras malas por US$ 150, US$ 250 e US$ 330, respectivamente, em voos aos Estados Unidos e por € 150, € 250 e € 330, respectivamente, em voos para a Europa.

Agora que você já está a par das mudanças nas regras de bagagem da Azul, fica muito mais fácil aproveitar sua viagem sem aborrecimento!

Bora comprar logo sua passagem aérea barata na MaxMilhas porque sua próxima trip já tá te esperando!

Comentários

Deixe um Comentário