Santarém: entenda como aproveitar da melhor maneira

Não decidiu o destino das próximas férias? Então, leia este post e conheça Santarém, a Pérola do Tapajós!

Quem aqui ama viajar? Não há nada melhor do que pensar em um roteiro bem bacana, fazer as malas e embarcar em um passeio inesquecível, não é mesmo? Como sabemos que você adora tudo isso e está sempre em busca de novas experiências, vamos mostrar uma das riquezas brasileiras: Santarém!

A cidade está localizada entre Belém e Manaus, no meio da rota fluvial do Rio Amazonas. Ela tem, aproximadamente, 300 mil habitantes e recebe o título de terceira maior cidade do Pará. Além disso, é um importante centro urbano, econômico e cultural do estado.

Por causa das incríveis belezas naturais, Santarém tem um ótimo potencial turístico. Dessa forma, vale a pena incluir esse destino na sua próxima viagem e se encantar pelas riquezas do norte do país.

Quer conhecer esse lugar que arranca suspiros dos seus visitantes? Então, continue a leitura deste post e veja o que a cidade tem de melhor!

Conheça um pouco da história de Santarém

Conhecida como “Pérola do Tapajós”, por causa das águas cristalinas do Rio Tapajós, Santarém inicia a sua história cerca de 10 anos após a fundação de Belém. Tudo começou quando Pedro Teixeira e Frei Cristóvão, acompanhados de soldados e índios, resolveram explorar o Rio Amazonas. Algum tempo após o início da expedição, eles encontraram a tribo dos Tupiliçus que habitavam as margens do Rio Tapajós. Assim, em 22 de junho de 1661, o Padre João Felipe Bettendorff fundou a Aldeia dos Tapajós.

Tempos depois foram feitas expedições missionárias, o que proporcionou o desenvolvimento local. Por conta do progresso, em 14 de março de 1758, a Aldeia recebeu o título de Vila, concedido pelo governador provincial Francisco Xavier de Mendonça Furtado. A partir de então, passou a ser chamada de Santarém, como uma forma de homenagear a cidade de Portugal que tem o mesmo nome.

Saiba qual é o principal atrativo da cidade

As belezas naturais de Santarém são a principal atração para os turistas. Por isso, o que os seus visitantes mais gostam de fazer é apreciar a o encontro dos Rios Tapajós e Amazonas. É um verdadeiro espetáculo da natureza.

O calçadão beira-rio é também um grande sucesso, pois é ali que acontece quase tudo da cidade e é onde está localizado o Terminal Fluvial Turístico. Essa área é excelente para caminhar e se apaixonar pelos encantos do rio. Além disso, por lá você encontra muitas peças artesanais, que são ótimas para presentear e levar de recordação de uma viagem incrível.

Descubra o que faz o lugar ser tão especial

São inúmeros os motivos que fazem a Pérola dos Tapajós ser um lugar especial para todos que passam por lá. O primeiro deles é, sem dúvida, a natureza que circunda a cidade. Afinal, ela está situada no coração da Amazônia.

A biodiversidade local atrai pessoas de vários países. Na região, já foram catalogados mais de mil espécies de pássaros e uma enorme quantidade de mamíferos. Além disso, esse santuário natural abriga, aproximadamente, 10% de todos os tipos de plantas existentes no mundo.

Outro destaque da cidade é o título de ser dona de uma das praias mais bonitas e famosas do planeta, a qual recebe o nome de Alter do Chão. Devido às suas areias branquinhas e águas cristalinas ela recebeu o apelido de “Caribe da Amazônia”.

Além de toda essa natureza de tirar o fôlego, Santarém é um lugar especial por conta do seu povo hospitaleiro. Por essa e outras razões, diz a lenda que quem visita essa cidade não quer ir embora nunca mais! Com tamanha beleza é fácil acreditar que a história é verdadeira, não é mesmo?

Veja quais são as atrações mais conhecidas para visitar

Se você decidiu passar alguns dias em Santarém, saiba que não faltarão excelentes opções de diversão. Conheça as principais e monte o seu roteiro:

  • encontro das águas dos Rios Tapajós e Amazônia;
  • Floresta Nacional dos Tapajós;
  • Orla de Santarém;
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição;
  • Solar do Barão de Santarém;
  • Mercado Municipal;
  • Praia Pajuçara;
  • Praia Alter do Chão;
  • Museu Dica Frazão;
  • Museu de Arte Sacra;
  • Lago do Maicá;
  • Cachoeira do Aruã.

Fique por dentro da melhor época para viajar pra Santarém

A Pérola do Tapajós é linda o ano inteiro. Seja no verão, seja no inverno, a beleza desse lugar surpreenderá você!

Saber qual a época certa para visitá-la vai depender muito do seu objetivo de passeio. Mas podemos adiantar que os turistas preferem a época de menos chuva, que vai de agosto a dezembro. Nesse período, as águas estão baixas e, por causa disso, aparecem mais pontos de areia.

Na época de chuva, que ocorre de janeiro a julho, fica inviável o passeio nas praias. Porém, não faltam opções de diversão para os visitantes. Uma delas é navegar de canoa pela floresta inundada. Sem dúvida, será uma experiência incrível.

Vale ressaltar que, praticamente, não existe frio na cidade. Faz calor o ano inteiro na região. Só para ter uma ideia, dificilmente a temperatura será inferior a 24°C. Assim, se você mora em um lugar mais fresco, planeje-se para passar por alguns dias bem quentes!

Conheça o ponto forte da gastronomia local

O estado do Pará, como um todo, tem uma culinária muito rica e diversificada, que chama a atenção de famosos chefs de cozinha. Nesse sentido, Santarém não poderia fugir à regra!

A gastronomia local é muito voltada para os pratos indígenas e africanos. Algumas das opções que você precisa provar, quando conhecer a cidade, são:

  • vatapá: feito com camarão ou frango, trigo, pimenta-malagueta, azeite de dendê, tomate, leite de coco e cheiro-verde;
  • tacacá: prato afrodisíaco muito famoso do norte do país feito com goma de tapioca e tucupi, jambu e camarão seco;
  • maniçoba: seus ingredientes são folha de mandioca triturada e cozida, carne bovina e suína;
  • pato no tucupi: no seu preparo é utilizado carne de pato, tucupi e jambu;
  • bolinho de piracuí: ele é feito com farinha de piracuí, batata cozinha, ovos e temperos.

Essas são apenas algumas das muitas riquezas naturais e gastronômicas de Santarém, um lugar que mantém viva a sua cultura, como a festa do Sairé que acontece há mais de 300 anos, em regra, no mês de setembro. Além disso, a cidade investe em artesanatos e museus que contam a história do seu povo. Assim, agora é hora de planejar tudo direitinho, fazer as malas e conhecer os encantos da Pérola do Tapajós.

Gostou deste post? Então, acesse nosso blog e fique por dentro das melhores dicas para viajar no verão!

Comentários

Deixe um Comentário