Passagens aéreas mais baratas: tudo o que você precisa saber para encontrar

A rotina começa a pesar no seu dia a dia? Está sentindo que precisa dedicar um tempo a você? A vontade de conhecer novos lugares só cresce atualmente? Se você respondeu “sim” para alguma dessas perguntas, está na hora de arrumar as malas e pegar o próximo avião. Mas se o orçamento estiver apertado, calma! Separamos algumas dicas para encontrar passagens aéreas mais baratas.

Neste post, você vai aprender como a lógica da oferta e demanda funciona na hora de as empresas cobrarem por um trecho e vai entender que, ser flexível e pesquisar com bastante antecedência, vai levá-lo ao bilhete certo. Quer saber mais sobre isso e aumentar as chances de voar o quanto antes? Continue lendo!

O que determina a queda de preço da passagem

As empresas aéreas funcionam, antes de qualquer coisa, com uma lógica de mercado. E, apesar de o cálculo de precificação das passagens ser mais complexo, existe uma regra que impera entre as instituições nesse sentido: é a lei da oferta e da demanda, ou lei da oferta e da procura.

Elástica, essa estratégia comercial tem como objetivo ocupar com a maior quantidade de passageiros as aeronaves. Para isso, as companhias rastreiam os destinos que estão sendo mais procurados e, por outro lado, os voos que estão “encalhando”.

Elas têm em mente que os passageiros geralmente preferem voar no fim de semana (em deslocamentos turísticos, principalmente) e em horário comercial, ou seja, das 8 h às 18 h. Então, as viagens que ocorrem nesses horários de sexta-feira a domingo, ou em datas próximas a feriados, são as mais caras. Se você quer ser um especialista em passagens baratas, é bom saber que suas chances aumentam se houver flexibilidade!

Ser um passageiro flexível

Os indecisos de plantão ganham quando o ponto é ser flexível. Combinada com a dedicação, a flexibilidade é um termo chave ao se falar em passagens aéreas baratas, pois aumenta suas chances de voar em uma data menos disputada e, portanto, com mais assentos em promoção. A primeira dica para você que é flexível na hora de viajar é procurar tirar férias durante a baixa temporada.

Como a expressão sugere, esse período é quando tudo fica menos custoso, desde hotéis a restaurantes, passando, claro, pelas poltronas no avião. Voar em baixa estação vai fazer você economizar, ainda, no tempo de espera nas filas dos aeroportos e de acesso aos locais turísticos, evitando o estresse.

Pesquisar com antecedência

É fácil entender este ponto: se as empresas cobram mais caro por trechos cheios, quanto mais próximo à data da viagem, menor a chance de as poltronas permanecerem disponíveis. Então, se você começar a pesquisar com 40 dias de antecedência, para deslocamentos domésticos, e cerca de três meses para voos internacionais, suas chances de conseguir aquela passagem pagando uma bagatela aumentarão exponencialmente!

Mas por que se antecipar em meses antes da viagem vai levar você ao paraíso dos bilhetes promocionais? A resposta é simples: esse é o período no qual as companhias ainda não preencheram as poltronas dos aviões e, como nem o cliente, nem a empresa querem deixar de lucrar, ter planejamento é a melhor solução para ambas as partes.

Levar menos bagagem

Com as novas regras da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para as bagagens em voos operados nacional e internacionalmente, o passageiro que levar menos quilos a bordo consegue promoções extras. Se você não faz questão de levar uma mala com mais de 10 kg (o novo limite para bagagens na AZUL, GOL e LATAM), pode se dar bem ao escolher as tarifas light que a maioria dessas empresas oferece hoje em dia.

Mas se você vai voar para uma região em que não dá mesmo para sobreviver com pouca roupa, fique de olho na cobrança de peso excedente nas diferentes companhias. A AVIANCA, por exemplo, é a única atualmente no país que não cobra por esse serviço, fixando o limite de 23 kg por viajante.

Não ser preguiçoso

A busca por passagens aéreas mais baratas envolve algumas variáveis que são bastante compreensíveis. Se você é um passageiro persistente, vai conseguir aumentar sua possibilidade de encontrar o que procura em bem menos tempo.

Como as companhias trabalham com uma precificação elástica, que depende da lotação das aeronaves, muitas vezes os preços mudam em segundos. Então, em primeiro lugar, não desista nunca de procurar! E, para isso, use também os sistemas de comparação de passagem em sites como o Google Voos ou o MaxMilhas.

Uma qualidade desses buscadores é que eles simulam o valor do deslocamento incluindo as taxas de embarque, que muitas vezes encarecem o preço do bilhete e podem até inviabilizar suas férias. Já pensou? Então, para não correr esse risco na sua garimpagem, sempre simule a compra até o fim e tenha certeza de que a passagem selecionada inclui tais tributos.

Escolher o destino

Já que você está na caça às passagens, ter o destino para onde quer ir bem-definido pode ser uma mão na roda. Após pesquisar os lugares mais baratos (em voos domésticos ou não) em softwares como os citados acima ou nos sites das empresas, você reduzirá o tempo procurando o trecho perfeito se tiver uma região específica para colocar na busca.

Outra opção de serviço que compara bilhetes é o Skyscanner, cuja busca permite selecionar os destinos em promoção. Com o site aberto, basta preencher o campo “Para” e clicar na opção “Qualquer lugar” a fim de encontrar quais cidades têm voos mais baratos saindo do seu local de partida. Aqui, dê preferência também à classe econômica para impulsionar os resultados.

Se mesmo após essa procura você não tiver uma cidade ou um país em mente, esta é a hora de refletir sobre o que mais o atrai você a um local. Que tal eleger uma ou duas opções do seu tipo preferido de passeio, seja aventureiro, esportivo, religioso, cultural ou romântico. Ah, decida também se vai viajar em família ou sozinho, pois isso pode ser crucial quando começar a procurar bilhetes mais em conta.

Onde encontrar passagens aéreas baratas

O primeiro passo para encontrar passagens baratas é nos sites das companhias aéreas. Se você for voar no Brasil, pesquise pelas empresas AZUL, AVIANCA, GOL e LATAM e encontre facilmente os endereços virtuais das instituições.

Você sabe como fazer para pesquisar os bilhetes nos sites? Começar essa busca é muito simples! Há espaços em branco nos quais você deve preencher com as informações mais importantes sobre a sua compra. Escreva o local de saída e de destino, a data da viagem (que pode ser ida e volta ou apenas ida) e clique na opção “buscar”. Existe, ainda, em alguns casos, a opção “voos sem conexão”: que tal testar e ganhar ainda mais possibilidades?

Se você quer poupar tempo comparando o preço das tarifas entre os sites, uma opção é usar buscadores de passagem. Existem sites específicos que fazem a busca do melhor custo-benefício quando o assunto é viajar de avião, como já mencionamos. Além de seguir os sites e as redes sociais das companhias aéreas, comece a usar esses serviços que conferem os preços entre os concorrentes.

Buscadores de passagem

Fora o Google Voos, o buscador da MaxMilhas e o Skyscanner, dos quais falamos acima, o site Kayak é outra opção para encontrar as melhores opções de passagens mais em conta. Além disso, o serviço agrega mais conveniência às férias ao oferecer hotéis e carros no seu destino.

Em todos os buscadores, seja nas próprias empresas de aviação ou em outros softwares, você deve preencher um quadro com espaços em branco sobre as informações cruciais da viagem. Selecione local e data, e busque o preço que mais combina com seu planejamento.

Promoções relâmpago

Muitos clientes ainda perguntam se vale a pena acreditar nas promoções relâmpago. Ora, se você está aqui é porque investe nesse tipo de possibilidade e, se já tem familiaridade com compras realizadas pela internet e confia em transações no ambiente virtual, não há o que temer ao procurar passagens promocionais!

Mas é bom manter alguns critérios, a começar por fazer suas buscar apenas em sites e buscadores de bilhetes confiáveis. Saiba, no entanto, que trechos longos (entre aeroportos muito distantes, como de Belém a Curitiba) raramente serão anunciados por R$ 50.

Trechos tão baratos, geralmente, são restritos a distâncias curtas, como a clássica ponte aérea Rio-São Paulo, na qual a estrutura dos aeroportos somada ao intenso trânsito no ar faz baixar as tarifas da viagem. Mas atenção, passageiro! Isso não quer dizer, no entanto, que você vai largar mão dos descontos incríveis nas companhias. A dica é seguir as ofertas da AZUL, os chamados feirões da AVIANCA e da GOL e as “Megapromos” da LATAM.

Voos com conexões

Esta é uma dica que poucas pessoas seguem, mas que faz muita diferença na conta! Se você voltar à explicação da lei da oferta e da demanda, vai entender que existem trechos que são mais caros do que outros. Adicione a essa lista as viagens que não têm conexão.

Apesar de serem realizados em maior tempo, os voos com conexão vão ser os mais baratos. Então, se você não se importar em demorar mais em paradas antes de chegar ao seu destino, marque a opção “voo com conexão” na sua próxima busca.

E não para por aí! Há um segredo que fará você economizar e diminuir seu tempo de busca por uma passagem em promoção, principalmente se o seu destino oferece mais de um aeroporto. Procure aeroportos ou rotas alternativas! Em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, no Brasil, ou Buenos Aires e Paris, no exterior, existem aeroportos menores que podem ser a salvação em termos de tarifa baixa.

Contudo, você não precisa ficar à mercê das promoções relâmpago. Compre passagens com suas milhas ou com as de outras pessoas! Vá ao próximo tópico e vire um expert na compra de milhagem.

Comprando passagens com milhas

Quer aprender uma dica que vai revolucionar a sua maneira de viajar? Então presta atenção nesta nova forma de voar pagando bem menos. Entenda como é possível, com segurança e praticidade, voar comprando passagens com milhas próprias ou utilizando os pontos de outra pessoa.

Se você já participa de um clube de milhagem em alguma das empresas aéreas nacionais, é importante ficar atento às promoções de milhas que potencializam o acúmulo de pontos. Em alguns programas de fidelidade, você já pontua ao entrar para o clube (é possível ganhar até 100% de bônus na primeira mensalidade).

Outra forma de juntar esses pontos é por meio dos cartões de crédito. Você pode ver quais bandeiras têm o seu perfil e conseguir milhas no seu dia a dia, desde o pagamento de contas simples até o abastecimento do carro em postos de gasolina.

Mas se você não é um cliente fidelidade ou não tem cartões que juntam milhas, não se preocupe: é possível comprar milhas de terceiros!

No Brasil, a empresa que trabalha com esse tipo de venda de passagem de avião é a MaxMilhas, que também ajuda a encontrar os voos mais baratos. No site da empresa, você tem acesso a um rápido sistema de comparação de preços que reúne os trechos mais em conta, sejam pagos com milhas ou em dinheiro, direto com a companhia escolhida.

Ficou interessado, mas não sabe como começar a comprar as milhas? Entenda o passo a passo:

  1. vá até o site da MaxMilhas e preencha o formulário com informações sobre a sua viagem;
  2. o sistema mostrará as melhores opções de voo na data e para o destino selecionados. Se a passagem estiver mais barata na companhia aérea, o site redirecionará a compra para você fechar negócio direto com a empresa;
  3. mas se a opção mais barata for pela milhagem de clientes da MaxMilhas, você pode fechar a compra e pagar em até 3 vezes sem juros no cartão ou por transferência bancária. Ao fim, a sua passagem será enviada para o e-mail cadastrado!

Tarifas baixas

Em poucos minutos, você pode encontrar tarifas aéreas baratas para voar pelo Brasil ou para o exterior. Existem alguns horários nos quais os voos costumam estar mais vazios. Geralmente, os deslocamentos durante a madrugada — os chamados red-eye flight — têm mais poltronas vazias do que as opções que transitam no horário comercial.

Como você sabe, as companhias trabalham com a oferta e a procura e, para conseguir um número maior de viajantes nos voos em horário não comercial, elas começam a fazer promoções relâmpago para aumentar a lotação da aeronave.

Por dentro dos preços

Tendo essas informações em mãos, comece agora mesmo a pesquisar nos sites das empresas que operam voos para o seu destino das férias. Muitas vezes, pode-se localizar até ofertas do dia.

Consiga tarifas baixas, ainda, fazendo uma pesquisa manual com várias datas diferentes para o mesmo local de ida. Ao fim, você vai perceber que dois voos no mesmo dia, mas partindo em horários diferentes, vão ter uma margem de diferença de preço.

Descontos em passagens aéreas

Chegamos ao ponto em que falamos sobre passagens aéreas com desconto. Bom, antes de tudo, você vai entender que é preciso ter um planejamento (do qual já tratamos acima, ao indicar uma pré-escolha de destino). Sabia que é possível poupar horas de busca ao ser notificado sobre as ofertas por um aplicativo? E que tal acabar com a lógica de aumento dos bilhetes usando a janela anônima? Entenda!

Planejar é preciso

Atenção: estipule quanto pode gastar na viagem antes de se deslumbrar com os descontos em passagens aéreas, pois não vai adiantar nada encontrar uma oferta para o Leste Europeu se o preço extrapolar a quantia que você tinha pensado anteriormente.

Para ganhar tempo e economizar dinheiro, a dica é fazer um gráfico ou uma conta simples com o dinheiro que você deseja investir apenas com o bilhete aéreo. Escreva no papel ou no computador esse limite de gastos apenas com o tráfego. Outra coisa: já adicione como despesa a taxa de embarque (que mudam conforme o aeroporto e o país de destino), pois nem todos os buscadores de preço mostram o valor final do voo.

Aviso de descosto

Além dos buscadores de passagens, é possível usar aplicativos de telefone (como o Skyscanner, que também opera em smartphones) que emitem uma notificação em caso de promoção no trecho selecionado. Funciona assim: primeiro, você informa ao app as possíveis datas, o local e a faixa de custo que deseja gastar na viagem.

Assim, você não precisa gastar horas e horas nos sites das companhias e ainda aumenta a chance de conseguir comprar a tempo uma passagem em promoção relâmpago. Se preferir, outra forma de ficar atento às ofertas é fazendo um cadastro na newsletter das companhias, opção encontrada facilmente dentro dos sites.

Janelas anônimas

Ao procurar a mesma passagem mais de uma vez nos sites das empresas, o valor pode aumentar. Se nunca aconteceu com você, saiba que a prática é comum, já que a precificação dos bilhetes aéreos é como uma bolsa de valores.

Isso se estrutura da seguinte forma: quando uma pessoa busca um trecho por vezes seguidas, o sistema do site da companhia (por meio da ativação de cookies do navegador) observa que a demanda por determinada oferta cresceu e, assim, aumenta o valor da passagem.

Então como usar isso a seu favor? Simples: recorra às janelas anônimas. Essas páginas não podem instalar os cookies de que as máquinas dos sites precisam para precificar os voos, o que vai ampliar a sua margem de busca sem que, necessariamente, você receba uma cobrança a mais.

Encontrou, compre!

Muitas pessoas perdem a chance de viajar pagando menos porque não são rápidas o suficiente para acompanhar as promoções. Se você finalmente encontrou o melhor destino pelo preço que mais vale a pena, é preciso ser rápido para garantir o quanto antes sua poltrona.

Isso significa que é preciso ser muito ágil para viajar de avião pagando pouco? Sim, uma vez que bilhetes promocionais, principalmente os de ofertas relâmpago, são limitados. As companhias aéreas determinam um certo número de assentos por preços diferentes.

O fenômeno, chamado yield management, é regido pela lei da oferta e da demanda, da qual já falamos. Assim, quando uma série de vagas esgota, o valor promocional também acaba e, portanto, os clientes só terão à disposição os lugares mais caros na aeronave.

Neste artigo, você aprendeu o que determina a queda do valor dos bilhetes aéreos. Em especial, as empresas nacionais e internacionais de aviação operam com a lógica da oferta e da demanda, quer dizer, quanto mais pessoas buscam por um trecho, mais caro ele fica e vice-versa.

Aqui, você aprendeu que ser flexível, pesquisar antecipadamente e levar menos bagagem também pode ser crucial para encontrar a passagem ideal, assim como ficou sabendo como é vantajoso o mercado das milhas na hora de planejar a próxima viagem. Fazendo parte ou não de um clube de milhagem, é possível e seguro comprar pontos de terceiros.

Além disso, chegamos à conclusão de que as promoções relâmpago são reais, mas é preciso ser razoável para não cair em pegadinha. O texto ensinou, ainda, que existem aplicativos e softwares que avisam aos viajantes quando há promoções e que, ao pesquisar nos sites das companhias, uma boa opção para encontrar passagens aéreas mais baratas são as páginas anônimas.

Gostou do nosso conteúdo? Quer continuar bem-informado com notícias fresquinhas sobre passagens aéreas, viagens e afins? Cadastre-se no nosso site e fique por dentro! 😉

Comentários

Deixe um Comentário