Viagem para a Itália: o guia ideal para você!

Quer conhecer um dos destinos mais encantadores do mundo? Então você deve visitar a Itália! O país tem uma rica história e cultura milenar, além de ser famoso pela gastronomia e paisagens incríveis. Conheça as principais dicas sobre a Itália!

A Itália é um dos destinos preferidos dos brasileiros que viajam para a Europa. Afinal, não faltam opções de cidades para se encantar. Na verdade, fica difícil escolher os locais a serem visitados na hora de montar o roteiro: Roma, Milão, Veneza, Florença, Toscana, Cinque Terre…

O país abriga uma cultura milenar, com forte apelo religioso, regiões litorâneas com praias paradisíacas e vulcões ativos na região Sul, Dolomitas e paisagens de tirar o fôlego ao norte. Isso sem falar nos redutos históricos de importância ímpar, construções arquitetônicas monumentais e obras incríveis (igrejas, catedrais, museus, praças e estátuas), além de ser mundialmente conhecido pela sua rica gastronomia.

Quer aproveitar as férias e conhecer esse belo país do sul europeu? Então não deixe de ler este artigo! Vamos apresentar muitas dicas sobre as atrações imperdíveis na Itália e os locais que você não deve deixar de conhecer. Além disso, você vai saber como montar um roteiro para não cair em ciladas. Boa leitura!

Quais são os principais pontos turísticos da Itália?

A Itália guarda inúmeras atrações turísticas para todos os gostos. Alguns locais são mais famosos e atraem um número maior visitantes, o que pode causar lotação. A boa notícia é que a maioria oferece um turismo acessível. De qualquer forma, o recomendado é chegar cedo para aproveitar melhor cada lugar. Conheça, a seguir, os principais pontos de turismo desse belo país.

Coliseu

Coliseu, Roma, Itália

O Coliseu está situado em Roma, a capital italiana, e é um destino mundialmente conhecido. Sem dúvidas, é um dos mais procurados de todo o país, uma parada obrigatória para quem está viajando pela região. Localizado no centro da cidade, a atração foi erguida ainda no Império Romano.

Quem nunca se deparou com uma foto das ruínas do antigo centro de batalhas romano? Além de visitar o local por fora, é possível conhecer o interior tanto no turno diurno quanto noturno. A grandiosidade desse monumento vai além do seu valor arquitetônico. A história do Coliseu remonta a batalhas medievais nas quais os gladiadores, guerreiros romanos, lutavam entre si e com animais ferozes.

O espaço já foi considerado o maior anfiteatro construído em todo o mundo. Atualmente, recebe uma quantidade aproximada de 4 milhões de turistas por ano. Para confirmar a sua importância histórica e cultural, ele é tido como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e foi escolhido como uma das sete maravilhas do mundo moderno.

Fontana di Trevi

Fontana di Trevi, Roma, Itália

A Fontana di Trevi fica situada na praça de mesmo nome, a Piazza di Trevi, na região central de Roma, e encostada à fachada do Palazzo Poli. Inaugurada em 1762, a construção de estilo barroco e neoclássico tem cerca de 26 metros de altura e 20 de largura. O local recebe centenas de turistas todos os dias que seguem a velha tradição de fazer um pedido e atirar uma moeda na fonte para que ele se realize. Na verdade, todo o dinheiro que é jogado ali é recolhido e doado para instituições de caridade italianas.

As representações humanas e míticas foram muito bem-feitas. As figuras retratam uma cena quase que viva. O tema é justamente as forças da natureza perante o homem e seu trabalho. Ao centro, podemos observar a estátua de Netuno, o deus do mar, em sua carruagem, sendo puxado por cavalos-marinhos e liderado por dois tritões. Os nichos ao redor da estátua de Netuno revelam duas figuras ligadas à saúde e à fertilidade.

Acima deles, há a representação de Marcus Agripa explicando a construção da fonte para Augusto, que define a sua construção. Há também a representação da virgem que liderou os soldados de Agripa até o local da nascente nas montanhas de Sabine. Por fim, em cima dessas quatro colunas, foram construídas estátuas que representam as quatro estações.

Capela Sistina

Capela Sistina, Itália

A Capela Sistina está situada dentro do Palácio Apostólico, a residência oficial do Papa, no Vaticano, o endereço mais nobre do cristianismo. Atualmente, o local recebe eventos religiosos, como o conclave. O nome foi dado em homenagem ao Papa Sisto IV, que ordenou a restauração da antiga Capela Magna, entre os anos de 1477 a 1480. Os turistas podem participar de visitas guiadas

A igreja contém obras dos grandes pintores da Renascença, Pietro Perugino, Rafael, Sandro Botticelli e Domenico Ghirlandaio. Entretanto, ela se tornou mundialmente famosa pelas obras em seu teto, principalmente a pintura conhecida como “A criação de Adão”, do artista Michelangelo. A tela representa o encontro entre o homem e Deus, ambos encostando seus dedos.

Vulcão Vesúvio

Vulcão Vesúvio, Itália

O Vesúvio fica situado na província de Nápoles, a cerca de 230 km de Roma. A formação geológica natural está ativa e pode ser visitada de perto pelos mais curiosos. O vulcão ficou conhecido pela grande erupção em 79 d.C. que destruiu diversas cidades romanas, principalmente Pompeia e Herculano, que nunca foram reconstruídas e viraram um grande sítio arqueológico. Quem gosta de história, geologia e arqueologia vai gostar de conhecer a região.

Catedral Santa Maria del Fiore

Catedral Santa Maria del Fiore, Florença, Itália

Conhecida como “Duomo di Firenze”, a Catedral Santa Maria del Fiore fica localizada em Florença. Trata-se da catedral da arquidiocese de cidade. A igreja de caráter monumental consegue abrigar até 30 mil pessoas e é considerada uma das três maiores de toda a Europa. É possível fazer um tour guiado pelo seu interior.

Torre de Pisa

Torre de Pisa, Itália

A torre original (campanário) da Catedral de Santa Maria Assunta ficou famosa como a Torre de Pisa. Atualmente, ela é considerada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e uma das sete maravilhas do mundo moderno.

A estrutura ficou mundialmente conhecida pela sua peculiar inclinação de cerca de 3,99 graus. O declive foi causado por um erro de cálculo no momento de sua construção, uma vez que a estrutura foi assentada sob um solo argiloso e poroso.

Entretanto, a torre é segura e não corre risco de desmoronar. É permitido aos turistas visitar o seu interior e subir no topo, de onde se tem uma vista panorâmica da praça Piazza dei Miracoli.

Teatro Comunal de Bolonha

Teatro Comunal de Bolonha, Itália

O Teatro Comunale di Bologna apresenta uma rica arquitetura e oferece apresentação de óperas. A cidade ficou famosa pela quantidade de escolas que formaram vários compositores, como Mozart, por exemplo. Nada mal, não é mesmo?

Manarola

Manarola, Itália

Manarola é uma região que faz parte da Cinque Terre, território litorâneo que proporciona uma bela vista para o Mar Mediterrâneo e é responsável por atrair grande parte dos turistas para a Itália. Caso vá até lá, não deixe de visitar o Parque Nacional de Cinque Terre, considerado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Catedral de Milão

Catedral de Milão (Duomo di Milano), Milão, Itália

A Catedral (“Duomo di Milano”) fica situada na Piazza Duomo, na província de Lombardia, em Milão. Essa construção guarda uma arquitetura toda no estilo gótico e uma das mais imponentes de toda a Europa.

E não poderia ser diferente: a cidade de Milão é modelo quando o assunto é moda, design, arte e arquitetura. Os turistas podem fazer visitas guiadas pelo interior da Catedral, que abriga cinco naves divididas por 40 pilares.

Qual é a melhor época do ano para ir para a Itália?

A Itália apresenta um clima variado, desde o subtropical, o temperado e o do tipo mediterrâneo. Essa variação é devida principalmente ao seu formato e à sua extensão territorial. Da mesma forma, a temperatura no país varia conforme a época do ano.

Em regra, as melhores épocas para visitar as principais regiões italianas são a primavera (de 21 de março até 20 de junho) e o outono (de 21 de setembro até 20 de dezembro). Nesses períodos, as temperaturas estão mais amenas e agradáveis e o turista não sofre tanto com a diferença climática.

Por sua vez, o verão na Europa, que vai de 21 de junho até 20 de setembro, é muito quente e ensolarado, principalmente em julho e agosto. É a época ideal para curtir as praias napolitanas! Os dias são mais longos e é possível aproveitar os pontos turísticos até mais tarde. É nessa época que as atrações estão mais cheias. As temperaturas podem chegar a 40 graus facilmente.

Já o inverno costuma ser intenso, assim como em toda a Europa. Os dias são mais curtos. Neva em algumas regiões ao centro e ao norte do país. No mesmo sentido, a temperatura pode cair para graus negativos.

O que fazer na Itália?

Com tantos lugares incríveis para conhecer na Itália, fica até difícil escolher o que visitar. Pra ajudar a montar o roteiro, vamos apresentar as cidades imperdíveis que você não deve deixar de conhecer na sua viagem pelo país.

Florença

A cidade situada na Toscana é muito procurada por turistas que desejam conhecer as vinícolas e paisagens naturais da região, além de abrigar um rico conjunto arquitetônico com catedrais seculares. Conheça algumas atrações turísticas em Florença:

  • Igreja de Santa Maria Novella;
  • Basílica Santa Maria del Fiore (na Piazza San Giovanni);
  • Palazzo Vecchio (na Piazza dela Signoria);
  • Estátua de Davi, de Michelângelo (Galleria dell’Academia);
  • Ponte Vecchio;
  • Galleria degli Uffizi;
  • Basílica di San Lorenzo;
  • Basílica di Santa Croce;
  • Piazzale Michelangelo.

Milão

Milão é a verdadeira capital da moda italiana. A cidade é muito procurada por turistas que estão atrás de história, cultura e muito estilo. Existem muitas lojas de grifes na região. Veja algumas atrações dessa cidade:

  • Piazza Duomo e Catedral Duomo em Milão;
  • Igreja Santa Maria delle Grazie;
  • Galeria Vittorio Emanuele;
  • Teatro alla Scala;
  • Pinacoteca Ambrosiana;
  • Castelo Sforzesco;
  • Capela Sistina de Milão;
  • bairro Brera;
  • Navigli;
  • Quadrilátero da moda.

Veneza

Veneza é encantadora! A verdadeira cidade do amor é perfeita para casais em lua de mel. Conheça as principais atrações da região:

  • Piazza San Marco;
  • Basílica di San Marco;
  • Torre do Campanário;
  • Palazzo Ducale;
  • Ponte dos Suspiros;
  • Tour pelo Grande Canal – de Vaporetto;
  • Ponte Rialto;
  • Igreja Santa Maria della Salute.

Nápoles

Nápoles é a terceira cidade mais populosa do país, atrás somente de Roma e Milão. Saiba o que conhecer na região:

  • Castelo Sant’Elmo;
  • Capela Sansevero;
  • Teatro San Carlo;
  • Praça do Plebiscito;
  • Galeria Umberto I;
  • Nápoles subterrânea (Napoli sotterranea);
  • Igreja del Gesù Nuovo;
  • Lungomare.

Roma

A capital do país guarda uma rica história milenar e ganhou fama com a ascensão do Império Romano. Conheça as suas principais atrações:

  • Basílica di San Pietro;
  • Museus do Vaticano;
  • Capela Sistina;
  • Coliseu;
  • Fontana di Trevi;
  • Piazza di Spagna;
  • Piazza Venezia;
  • Galleria Borghese;
  • Piazza Navona;
  • Pantheon.

Manarola, Cinque Terre

Manarola é uma cidade da época medieval que fica aos pés de uma montanha. Trata-se de uma das regiões que fazem parte do percurso das Cinque Terre. Um verdadeiro cenário de cinema! É possível conhecer essas cidades verticais por meio de passeios de barco ou de trem.

Onde se hospedar na Itália?

O grande fluxo de turistas que chega para visitar o país todos os anos exige uma grande infraestrutura relacionada à hospedagem. Nesse sentido, a Itália dispõe de uma enorme rede de hotéis, albergues, hostels etc. Reunimos, a seguir, alguns exemplos de hotéis e pousadas que oferecem qualidade e conforto para os visitantes.

Florença

  • Hotel Montebello Splendid;
  • C-Hotels Ambasciatori;
  • Hotel City;
  • Hotel Azzi;
  • B&B Hotel Firenze Novoli.

Milão

  • The Westin Palace;
  • Hotel Cavour;
  • Hotel Fenice;
  • Hotel Palazzo Delle Stelline;
  • B&B Hotel Milano San Siro.

Veneza

  • Bauer Palladio Hotel & Spa;
  • Hotel Casanova;
  • Sogno di Giulietta e Romeo;
  • Hotel Castello;
  • B&B Bagigiogrill.

Roma

  • Hotel del Corso;
  • Hotel Milton;
  • Hotel Miami;
  • Hotel Argentina;
  • Hotel Augusta Lucilla;
  • Cidade do Vaticano;
  • Colonna 32;
  • Relais Vittoria Colonna;
  • Donna Laura Palace;
  • Hotel Franklin;
  • Hotel dei Quiriti.

Quanto custa viajar para a Itália?

A primeira coisa que vem à cabeça quando o assunto é viajar para a Itália é a ideia de ser uma viagem extremamente cara. De fato, o euro é uma moeda muito mais valorizada do que o real, o que encarece um pouco os passeios.

Geralmente, o câmbio gira em torno de R$ 4,00, mas pode variar. Entretanto, é possível viajar por um preço acessível e não gastar tanto assim. Quer saber como? Por meio de um planejamento financeiro! Conheça os principais custos que devem ser analisados no momento de planejar a viagem para a Itália.

Passagens aéreas

As passagens aéreas do Brasil para a Itália influenciam bastante o preço final da viagem. Geralmente, o valor fica em torno de R$ 2500 a R$ 4000 na classe econômica. Entretanto, é comum surgirem promoções para esse destino. Muitas vezes, o preço sai igual ou até mais barato do que para alguns países da América Latina! Por isso, fique sempre de olho nos sites de companhias aéreas.

Hospedagem

A Itália apresenta uma grande oferta de hospedagem com diferentes preços. A acomodação costuma tomar o primeiro ou o segundo lugar no quesito de gastos com a viagem. Isso vai depender da duração e do tipo de hospedagem escolhida.

Logicamente, hotéis 4 ou 5 estrelas vão custar uma fortuna se comparados com albergues ou hotéis mais em conta. Além disso, cidades turísticas e badaladas, como Roma, Veneza, Florença e Milão, costumam ser bem mais caras.

A diária de um quarto de hotel simples em Roma para duas pessoas não costuma sair por menos que €40. Já um hotel três estrelas custa a partir de €60. Enquanto isso, cidades interiores apresentam valores mais baixos. Portanto, faça as escolhas se baseando na quantia que você tem disponível para gastar. Esse cuidado evita endividamentos e contratempos.

Seguro Viagem

seguro viagem é um item essencial. Inclusive, é obrigatório para os brasileiros que vão para a Europa. Existem diversas empresas seguradoras que oferecem esse serviço. A cobertura gira em torno de 30 mil euros. Além dessa possibilidade, ele garante internação hospitalar em casos de acidentes e cobre eventuais despesas médicas, por exemplo. Trata-se de um serviço com ótimo custo-benefício.

Internet

Outro gasto que já se tornou praticamente fundamental na viagem é a internet no celular. Afinal, você pode consultar informações on-line sobre as atrações ou sistemas de transportes, conversar com seus amigos, enviar fotos para as redes sociais etc. Nesse sentido, o ideal é comprar um novo SIM pré-pago contendo um plano de internet 3G ou 4G para o seu celular.

Você pode comprar o SIM no Brasil ou na Itália. Existem sites que comercializam esse chip mesmo no Brasil por cerca de 40 a 60 dólares. Assim, você chega na Itália navegando normalmente. As operadoras de telefonia italianas que oferecem o serviço são: Tim, Vodafone, Wind e Ter (geralmente, a partir de 10 Euros).

Alimentação

Os gastos com alimentação são muito variáveis, pois dependem da quantidade e do local onde você come. Se for em restaurantes, tenha em mente que vai desembolsar uma boa grana.

Geralmente, uma refeição em um bom restaurante não sai por menos de 30 euros, enquanto um almoço executivo costuma custar, no mínimo, 10. Por sua vez, se deseja economizar um pouco, pode comer em fast foods ou comprar os alimentos no supermercado e preparar no hostel, por exemplo.

Gastos extras

Os gastos extras se referem a ingressos para atrações turísticas, passeios, tickets para metrô e ônibus para o deslocamento entre as cidades, corridas de táxi, roupas extras, lembrancinhas e demais despesas pessoais, como produtos de higiene.

Segundo pesquisa do site Budget Your Trip, os gastos diários de um turista na Itália beiram a faixa de 121 euros em uma viagem tradicional, sem grandes luxos. Enquanto isso, um viajante econômico, do tipo mochileiro, pode gastar apenas 48 euros.

Nesse sentido, é importante mencionar que há cidades italianas que são mais caras e outras mais baratas. O Sul da Itália costuma apresentar preços mais em conta, enquanto o Norte é bem mais caro.

Quais são os pratos típicos que você deve experimentar na Itália?

A gastronomia italiana é tradicionalmente conhecida pelas suas massas. Muitos pratos que nasceram no país foram conquistando o paladar das pessoas mundo afora. Sendo assim, atualmente, a culinária da Itália é uma das mais famosas de todo o mundo. Estes são os principais pratos típicos italianos.

  • Risotos de Milão (Risotto Alla Milanese);
  • Pizza de Nápoles (marguerita);
  • Bruschetta;
  • Alcachofras Romanas (Carciofo Alla Romana);
  • Tortellini de Bolonha;
  • Carpaccio;
  • Polenta;
  • Trufas da Úmbria (fungo servido cru, aquecido ou ralado sobre massas);
  • Agnelino (filhote de cordeiro assado com alcachofras);
  • Calzone (massa recheada que lembra pizza);
  • Ciabatta (pão italiano usado para preparar sanduíches).

Principais doces italianos

  • Tiramisú (sobremesa feita de café e queijo mascarpone);
  • Panettone (pão com frutas cristalizadas);
  • Gelato (parecido com o sorvete, mas com mais de leite e gordura).

Principais massas italianas:

  • Spaguetti;
  • Spaguetinni;
  • Alfabeto;
  • Pennette;
  • Ditalini;
  • Fusilli;
  • Reginette;
  • Mezze Penne (Rigate);
  • Tortellini;
  • Roselle;
  • Chifferi;
  • Cappeli d’angelo tagliati;
  • Fettuccine.

Principais molhos utilizados na cozinha italiana:

  • Rosé;
  • Sugo;
  • Bechamel;
  • Bolognesa;
  • Pesto;
  • Alfredo;

Como conseguir passagens baratas e usar passagens inteligentes?

Sabia que é possível adquirir passagens baratas e viajar para a Itália pagando menos? Além das promoções de bilhetes realizadas frequentemente por companhias aéreas, existem sites que vendem passagens com desconto emitidas pelas milhas acumuladas de usuários que querem vendê-las. Um grande exemplo é a MaxMilhas!

A plataforma permite conectar pessoas que querem ganhar dinheiro com milhas, ou seja, vendê-las para quem deseja comprar passagens mais em conta. Nesse sentido, há uma funcionalidade que faz a comparação dos preços das passagens oferecidas por milhas aéreas pelos cadastrados com as disponíveis nos sites das companhias aéreas. Trata-se de um buscador completo!

A Itália é um país encantador e que é referência quando o assunto é história, cultura milenar, culto à religião, obras arquitetônicas, deliciosa culinária, modernidade e paisagens de tirar o fôlego.

Todas as cidades são precisamente bem cuidadas e exalam bem-estar. Não é à toa que o turista se sente muito bem acolhido! O que você está esperando para conhecer esse lindo território? Não perca mais tempo e comece a montar já o seu planejamento!

Agora que você já conhece melhor esse país encantador, já pode começar a planejar a sua viagem e montar o seu roteiro! Quer companhia para viajar com você? Então compartilhe este artigo nas suas redes sociais! Quem sabe os seus amigos não se interessam e resolvem acompanhar!?

Deixe um Comentário