Foz do Iguaçu

icon-desk-calendar@2x Created with Sketch. Quando ir
icon-desk-mapa@2x Created with Sketch. Como chegar
icon-desk-talher@2x Created with Sketch. Onde comer
icon-desk-star@2x Created with Sketch. O que fazer

Preparada para receber turistas durante o ano inteiro, Foz do Iguaçu é a pedida certa para quem quer conhecer vários lugares em um só destino. Entenda como isso é possível e conheça os atrativos da região!

O que você já sabe sobre Foz do Iguaçu? Localizada no estado do Paraná, a cidade é reconhecida internacionalmente por seus principais atrativos: as famosas Cataratas do Iguaçu, a Usina Hidrelétrica de Itaipu e as possibilidades de compras e passeios na Ciudad del Este.

No entanto, é preciso saber que há muito mais a ser explorado em Foz — e é justamente sobre isso que falaremos por aqui. A seguir, reunimos as principais informações que você deve ter em mãos antes de planejar a sua viagem, como opções de passeios, melhor época para viajar, onde se hospedar e muito mais. Acompanhe!

Por que Foz do Iguaçu é um destino imperdível?

Foz do Iguaçu é uma cidade multicultural e multinacional — uma vez que, por lá, Brasil, Paraguai e Argentina se encontram em um só lugar. A região une o agito das cidades próximas à tranquilidade e beleza de uma das atrações naturais mais admiradas do mundo: as Cataratas do Iguaçu.

Nos últimos anos, o local se preocupou em montar uma infraestrutura turística preparada especialmente para receber os viajantes de todo o mundo, já que, atualmente, atrai pelo menos 1,8 milhões de turistas (ou seja, 7 vezes a quantidade de moradores de Foz).

Dessa forma, a cidade está devidamente “munida” com casas de câmbio a preços justos, transporte público farto e acessível, hospedagens para todos os gostos (e bolsos!) e opções gastronômicas que vão desde lanchonetes mais simples até restaurantes requintados. As opções de passeios também são diversas.

Ter em mente essas informações é muito importante para quem pretende viajar com a família e precisa ter a certeza de que a infraestrutura do destino é completa. Foz do Iguaçu, inclusive, é uma cidade abrangente, que agrada e atende pessoas de diferentes idades.

Qual é a melhor época para visitar a cidade?

Foz do Iguaçu está preparada para receber turistas durante todo ano, ou seja, não há um período específico para aproveitar melhor o destino. Contudo, a época escolhida para a sua viagem vai definir como você verá as cataratas: com muita ou pouca água. Isso porque, no verão, época das chuvas e da cheia, o volume de água fica maior, proporcionando espetáculos impressionantes. Já no inverno há menos água, deixando as quedas mais definidas.

O clima, embora imprevisível, também pode ser um fator para escolher a época da viagem. No verão, entre os meses de dezembro e fevereiro, as temperaturas variam entre 18°C e 32°C. Os invernos, por sua vez, são amenos, com temperaturas mínimas e máximas de 9°C a 25°C — contudo, a ocorrência de frentes polares pode fazer com que os termômetros marquem abaixo de zero.

Atrações para aproveitar na cidade

Visitar o Marco das Três Fronteiras

O Marco das Três Fronteiras é um dos principais pontos turísticos de Foz do Iguaçu, marcando o encontro de três grandes nações da América do Sul. São três estruturas, uma em cada país, onde é possível fazer fotografias incríveis.

Ir às compras

A região da tríplice fronteira pode ser um verdadeiro paraíso para quem gosta de fazer compras. Para chegar ao lado paraguaio basta atravessar a Ponte da Amizade e chegar à Ciudad del Este. Já no lado argentino é possível passar pelo famoso Duty Free Shopping, que aceita pagamentos em real, dólar ou peso argentino.

Admirar as Cataratas do Iguaçu

As Cataratas do Iguaçu podem ser observadas tanto do lado brasileiro quanto do argentino, ambos com estruturas diferentes e paisagens de tirar o fôlego. Isso porque as quedas d'água, que podem ser observadas da ponte ou por meio de um passeio de barco, despejam 1,5 milhão de litros de água por segundo.

Encantar-se no Parque das Aves

No Parque das Aves, lar de mais de mil animais de 131 espécies diferentes, é possível se conectar com a natureza e fazer trilhas num ambiente de mata nativa, chegando aos viveiros. Alguns permitem a entrada e o contato direto com as aves, enquanto outros são apenas para observação. Há também um espaço dedicado aos répteis e às borboletas.

Conhecer a Usina de Itaipu

O passeio à Usina de Itaipu contempla visitas ao Ecomuseu, planetário e a um circuito biológico. Tudo isso para conhecer um pouco mais desse complexo que é responsável por 17% da energia usada no Brasil.

Onde se hospedar em Foz do Iguaçu?

Em Foz, há hospedagens de todos os tipos: hotéis, resorts, pousadas, hostels e demais tipos de acomodação. Dessa forma, cabe a você optar por aquela que mais se alinha aos seus objetivos e necessidades.

Quanto à localização, a recomendação de mais custo-benefício é ficar no centro da cidade, onde as opções de transporte (sobretudo se você estiver sem carro), restaurantes e comércio são maiores — além, é claro, do fato de estar em uma região de fácil acesso aos pontos de interesse turístico, incluindo as cidades fronteiriças de Ciudad del Este e Puerto Iguazú.

Outra região que concentra opções de hotelaria é a Av. das Cataratas, abrigando os melhores resorts e hotéis de Foz, contudo, trata-se de uma alternativa que pode acabar saindo não tão em conta. Por fim, há também a possibilidade interessante de ficar em Puerto Iguazú, na Argentina, ideal para quem está de carro e/ou busca conhecer melhor essa cidade.

Como é a gastronomia local?

Como estamos falando da região da Tríplice Fronteira, é de se esperar que a gastronomia de Foz do Iguaçu tenha como ponto alto a reunião de diversas especialidades, indo desde as tradicionais cozinhas brasileiras, argentinas e paraguaias até o melhor da culinária internacional.

Para começar, podemos citar os pratos à base de peixes, como o dourado e o pacu, pescados diretamente dos rios Paraná e Iguaçu. Essa é uma das heranças dos povos indígenas que habitavam o local.

Por lá, é também possível encontrar mais de 150 restaurantes e bares dos mais variados níveis e cardápios, contemplando as cozinhas mineira, baiana, paulista, gaúcha (com destaque para o churrasco), entre outras. ​Já no lado argentino, os pratos mais tradicionais incluem o bife de chorizo e a parrillada.

Como aproveitar o que a cidade tem a oferecer?

Não se esqueça do RG

Essa é uma dica que jamais deve ser esquecida. Como Foz do Iguaçu marca a divisão de três países diferentes e com regras diferentes, é imprescindível ter sempre os documentos em mãos (como RG atualizado há menos de 10 anos, passaporte ou carteira de motorista). Isso porque, embora a divisa esteja tão próxima, ainda se trata de uma viagem internacional, certo? Isso vale para todos, inclusive para as crianças.

Reserve ao menos 3 dias para o destino

Está muito enganado quem pensa que uma viagem à Foz do Iguaçu se resume a visitar as cataratas e que tudo se resolve em apenas um dia (ou uma tarde!). Ao longo do artigo, mostramos que há muitas opções de atrações para aproveitar na região, portanto, é recomendado montar um roteiro de, pelo menos, 3 dias para o destino.

Nesse período, você consegue explorar bem o Marco das Três Fronteiras, os parques das cataratas nos lados brasileiro e argentino e fazer os demais passeios que lhe interessam com a calma e a tranquilidade que uma viagem de férias merece, sem correrias e sem ter de dormir tarde e acordar antes do sol nascer para otimizar o tempo!

Como você pôde perceber, Foz do Iguaçu é um destino que une beleza, multiculturas e possibilidades. Além de admirar as cataratas, é possível explorar a região da tríplice fronteira e tornar o seu passeio internacional — o que não é nada mal, não é mesmo?

Que tal conhecer mais destinos para viajar? Acesse a nossa página de Melhores Destinos e não tenha barreiras para explorar o Brasil e o mundo.

Deixe um Comentário