Como escolher um bom hotel pela internet?

Se tem algo que pode acabar ou levantar de vez sua viagem é seu hotel. Afinal, é lá que, entre uma atividade e outra, você recarregará energias e deixará sua bagagem. Por isso, neste texto responderemos definitivamente: como escolher um hotel?

Analise todos os serviços oferecidos

O hotel precisa ser adequado às suas necessidades. Sejam elas quais forem. Gosta de algum luxo como piscinas e saunas? Verifique no site a estrutura e serviços ofertados. Precisa malhar? Pesquise aqueles que oferecem na academia e assim com cada serviço.

Quem vai para o exterior pode checar, ainda, outros pontos, como câmbio de moeda local na própria recepção do hotel – ou serviços parceiros – e até adaptadores de tomadas! Afinal, ninguém quer sofrer com celular sem bateria ou queimar algum aparelho por descuido, não é verdade?

Não deixe de avaliar também serviços como café da manhã, que variam muito no mercado hoteleiro, e conexões com a internet — para os que vivem conectados.

Pense na localização

A  localização do hotel é uma característica muito importante. Senão a mais importante! Pense no que você planeja ver ou fazer na cidade para escolhê-lo.

Se você vai participar de um congresso e todos os dias deve ir a um centro de convenções, talvez seja melhor ficar perto dele. Se você quer fazer turismo nos principais pontos da cidade, procure por um hotel que fique perto desses pontos.

É sempre bom escolher um hotel que fique próximo de estações de metrô e trem, para que a locomoção seja mais fácil!

Considere as resenhas

Com as suas prioridades em mente, leia as resenha do hotel com cuidado. Muitas das pessoas que fizeram as resenhas simplesmente não têm as mesmas prioridades que você!

Se alguém deu uma nota baixa porque o quarto não tinha ar condicionado, mas isso não é importante para você, desconsidere. Se a nota foi alta porque a pessoa adorou a seleção de canais da televisão disponível, mas você não pretende ficar assistindo televisão, pense bem antes de levar isso em conta!

Faça orçamentos e pense em custo-benefício

Não importa o quanto você esteja disposto a pagar por um quarto: a relação custo x benefício é essencial para fechar negócios. Portanto, depois de checar o que cada estabelecimento oferece.

A hora de analisar quanto é cobrado por esses serviços e se a taxação é compensativa em comparação a outras opções de mercado é durante a pesquisa, certo? Vale a pena inclusive pechinchar, se for preciso.

Mas atenção: não acredite em ofertas extremamente fáceis e preços muito abaixo dos praticados no setor. Use a razão para analisar as cifras que terá que investir e analise, inclusive, formas de pagamento das diárias.

Leve em conta o roteiro que pretende seguir

A gente sabe que uma das diversões das melhores viagens está em perambular pelo lugar visitado. Mas ninguém quer passar metade do passeio em meios de transporte entre hotel e ponto turístico, certo?

Portanto, rascunhe seu mapa de possíveis visitas durante a viagem e procure locais próximos a eles ou com grande acessibilidade de transporte para reservar um quarto. Pontos de ônibus, táxi, estação de metrô ou até mesmo aluguel de bicicletas nas redondezas devem contar na hora da escolha.

Busque referências

Se quem avisa amigo é, quem faz avaliações de hotéis em sites do setor pode ganhar o status de – no mínimo – um grande viajante camarada.

E acredite: não faltam avaliações de hotéis/pousadas/resorts/hostels na web. Das caixas de comentários nos sites oficiais desses estabelecimentos a páginas em redes sociais, tudo pode ser fonte de pesquisa para colocar na balança os prós e os contras de cada acomodação.

Isso sem falar, é claro, em páginas da web especializadas em testar hotéis de forma colaborativa. É o caso do TripAdvisor, do Hotel Urbano e do AirBNB (voltado a aluguel de espaços mais amplos, como casas completas).

Não se esqueça de detalhes pessoais

É alérgico e sofre com carpetes no quarto? Precisa de um cofre? Todas as necessidades devem ser repassadas no momento de fazer levantamentos para uma possível reserva – inclusive as que envolvem acessibilidade ou qualquer questão ligada ao seu bem-estar.

Não se acanhe em interagir com os representantes do hotel e expor essas demandas pessoais. Afinal, você vai viajar para relaxar. Não para encontrar, longe de casa, velhos problemas. Certo?

E aí, curtiu nossas dicas? E para continuar economizando com muita qualidade na sua viagem, você já sabe, né? Acesse o site da MaxMilhas e veja as melhores ofertas para o destino que você deseja.

Deixe um Comentário