Lista completa dos melhores lugares para viajar sozinho no Brasil

Está sem companhia para as férias? Então, este texto é pra você: conheça os melhores lugares para viajar sozinho no Brasil e aprenda algumas dicas essenciais para essa experiência ser inesquecível!

Tirar umas férias com a família ou os amigos em algum destino turístico é ótimo. Mas você já pensou em conhecer outras cidades desacompanhado? Há diversos lugares para viajar sozinho no Brasil, e todos eles comprovam como essa pode ser uma experiência inesquecível também.

Achou interessante, mas não sabe por onde começar? Nós, da MaxMilhas, te contamos tudo a respeito! A seguir, falamos um pouco sobre as vantagens de se viajar sozinho, os cuidados que você deve ter e, claro, os melhores destinos do país para conhecer desacompanhado. Confira!

Vantagens de viajar sozinho

Viajar sozinho pode parecer algo um pouco assustador para muitas pessoas que estão acostumadas a fazer passeios a dois ou em grupo. Porém, quem enfrentou o medo de conhecer outros lugares sozinho garante que é uma experiência e tanto, por vários motivos.

Uma viagem desacompanhada proporciona diversos ganhos que a pessoa levará para sempre. Além do prazer de tirar umas férias, pode ser um período de muito aprendizado.

Viajar sozinho significa, antes de tudo, trabalhar a autoconfiança e a independência. O viajante se lança ao mundo e se abre para experiências que ele deseja, permanecendo no controle de todo o passeio, o que resulta em aprender a saber se virar.

Além disso, ao viajar sem mais ninguém, é possível se conhecer melhor. Afinal, o viajante fica focado inteiramente em si mesmo, no que deseja, no que gosta e no que não gosta de fazer e como deve fazer. Em meio à correria do dia a dia, sabemos como é difícil arrumar um tempo apenas para nós mesmos, certo? Reservar um período apenas para si é algo muito saudável, e importante para saber mais sobre si próprio.

Na viagem em si há outras vantagens também. Quantas vezes você já fez um programa (seja visitar um museu, ir a um restaurante ou passar o dia na praia) sem querer, mas apenas porque seus acompanhantes desejavam? Pois bem, ao viajar sozinho, você tem total liberdade!

Você pode definir o roteiro de viagens de acordo com o seu gosto, e não para agradar os outros. Sem falar que você pode optar ou não por seguir à risca a programação. Se resolver esticar mais umas horas na cama ou trocar de atração, ninguém vai reclamar!

Nesse tipo de viagem, há outra importante vantagem: você tem muito mais chance de conhecer novas pessoas e fazer amizades, seja com outros turistas ou com pessoas que moram no local. E isso torna a experiência ainda mais especial.

Por isso, viajar sozinho é uma jornada de autoconhecimento misturada a diversos momentos de muita diversão! Mas que cuidados você deve ter nesse momento?

Principais cuidados para quem vai viajar sozinho

Em qualquer tipo de viagem, é fundamental tomar certos cuidados. Se você vai viajar sozinho, porém, é importante prestar ainda mais atenção. Assim, você evita problemas e curte o passeio em paz! Antes de fazer as malas, acompanhe algumas medidas importantes:

Nos preparativos

Antes da viagem, durante os preparativos, considere alguns fatores. Para além da pesquisa com antecedência sobre o destino a fim de conseguir, por exemplo, uma passagem aérea barata, vale ter atenção a alguns aspectos fundamentais.

É essencial, por exemplo, conhecer bem o local para onde você está indo: como chegar, que tipo de transporte é o mais recomendado, as distâncias, os cuidados a serem tomados nos passeios turísticos, onde é seguro ir, onde não é.

Dessa maneira, você evita surpresas e já chega ao destino sabendo o que fazer e como fazer. A dica é ler bastante a respeito do lugar escolhido!

O mesmo vale para a hospedagem. Pesquise muito a respeito da região e da qualidade dos hotéis e das pousadas. Confira se o local conta, por exemplo, com um cofre ou locker.

Informe a alguém, seja parente ou amigo, a respeito do seu itinerário. Se preferir, converse com essa pessoa todos os dias da viagem apenas para dizer que está tudo bem. Afinal, pode ser que você precise de ajuda em algum momento, e é importante saber que pode contar com alguém que está por dentro de tudo!

Antes de partir para suas férias incríveis, certifique-se de que está levando os medicamentos necessários com você. Caso tenha uma gripe ou um problema estomacal, por exemplo, não haverá outra pessoa para ir à farmácia por você. Logo, monte uma pequena farmácia particular com tudo aquilo que pode ser preciso, desde antigripais, remédios para dor de cabeça e problemas de digestão até band-aids e antialérgicos.

Falando em saúde, pode valer a pena contratar um seguro viagem, que garante a cobertura de médicos. Há seguros do tipo que cobrem também a perda de bagagens, por exemplo. Se preferir, você pode fechar um pacote de viagens, boa estratégia para se sentir mais tranquilo.

Na chegada

O momento da chegada é sempre um pouco confuso, mesmo para quem está acompanhado: a pessoa pode estar cansada, está se adaptando a um local desconhecido e não sabe muito bem como proceder. Por isso, para quem está sozinho, vale tentar chegar durante o dia, quando é mais fácil se localizar e mais seguro transitar.

Outra dica é levar seu dinheiro em uma doleira, o que dificulta a perda ou o roubo dos seus pertences. No mais, é pegar o melhor transporte até o local em que você está hospedado (o que, como dissemos, já deve ter sido pesquisado antes) e avisar a algum parente ou amigo que você chegou e está pronto para novas aventuras!

Na hospedagem

Quando estiver em seu quarto, seja individual ou compartilhado, seja bem organizado e sempre tenha noção de onde estão suas coisas, especialmente documentos e dinheiro. Verifique diariamente se tudo continua no lugar.

Um fator fundamental em qualquer viagem é a administração do dinheiro. Como você está sozinho, deverá ter bastante atenção a isso, já que o dinheiro pode acabar e nem sempre será fácil ir até uma agência para sacar mais — e sabemos que há passeios turísticos que não aceitam pagamento em cartão ou cheque.

Por isso, sempre que voltar para o hotel ao final do dia, faça a recontagem do seu dinheiro a fim de conferir o que foi gasto e quanto há disponível ainda. Realize uma projeção do que será gasto no dia seguinte e tome as providências necessárias.

Nos passeios

Sempre que for sair do hotel para um passeio, certifique-se do que está levando: seus documentos, dinheiro suficiente, cartão de débito e ou/crédito, o celular e/ou tablet, um mapa e um roteiro impresso.

Isso mesmo, impresso! Uma dica importante é não ficar totalmente dependente de aparelhos eletrônicos. Caso a bateria acabe ou eles sofram alguma pane, pode ser bem complicado se virar se você não tiver um mapa ou as informações sobre como voltar ao hotel.

Evite essa dor de cabeça imprimindo ou anotando as informações essenciais (como a localização e o telefone do hotel, além dos números para contactar seus parentes e amigos) e tirando cópias dos seus documentos. Não vai pesar nada na sua bolsa ou mochila!

Se você usa muito o celular para filmar e tirar fotos, uma boa pedida é levar uma bateria extra. Desse modo, você evita que o aparelho fique sem carga para, por exemplo, chamar um transporte de volta para casa.

É importante também não se isolar totalmente, mas se conectar com os moradores locais. Afinal, eles conhecem a região como ninguém, e podem te informar as áreas que devem ser evitadas, as melhores rotas ou como chegar a determinado lugar. No Brasil, as pessoas costumam ser bem receptivas com turistas, por isso não deixe de pedir informações.

Quando estiver na rua, sempre se lembre do que você está levando — como uma bolsa, mochila ou sacola — e mantenha-se a par de onde estão itens essenciais, como dinheiro, documentos, celular e câmera. Dessa maneira, você evita que alguma coisa se perca. Muitas vezes, esquecemos alguma coisa na mesa de um restaurante e contamos com algum familiar ou amigo para nos alertar. Por isso, ao viajar sozinho, é primordial ficar mais atento a esse tipo de situação.

Destinos ideais para viajar sozinho

Agora que você já está por dentro das vantagens de uma viagem desacompanhada e dos cuidados que deve tomar, chegou a melhor parte: escolher o destino ideal! Há vários lugares para viajar sozinho no Brasil. Descubra quais são os melhores e escolha o que mais combina com o seu perfil!

1. Ouro Preto (MG)

Para quem curte um passeio cultural e histórico, um dos destinos mais recomendados é, sem dúvida, Ouro Preto. Como se não bastasse as diversas atrações, você jamais se sentirá solitário ou perdido, mesmo estando sozinho: afinal, estamos falando do povo mineiro e de seu conhecido acolhimento. Além disso, é um local tranquilo e seguro para se explorar sem amarras.

Na cidade, que é Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, o visitante poderá conhecer muito da história do Brasil, especialmente por meio de suas belíssimas igrejas (como a Nossa Senhora do Pilar) e museus (como o Museu da Inconfidência). Mas o próprio município em si é uma atração, com suas ruas estreitas, construções coloniais e simplicidade.

É uma ótima oportunidade para aproveitar a riquíssima culinária mineira, em diversos restaurantes charmosos. Se você gosta de um pouco de agito também, saiba que a noite ouro-pretana é movimentada, em bares com música ao vivo e muitas festas para escolher e conhecer novos amigos.

2. São Paulo (SP)

A maior metrópole da América de Sul é uma excelente opção para viajar sozinho por diversos motivos. A capital agrada a diferentes perfis de turistas, já que é uma cidade cosmopolita com enorme diversidade de atrações, para todos os gostos.

Se você gosta, por exemplo, de um passeio cult, há várias exposições, cinemas a céu aberto, peças de teatro e shows. Quem curte um agito, pode aproveitar os bares e baladas da Vila Madalena. Para os turistas que preferem um programa alternativo, bairros como o Liberdade são uma boa pedida, com feiras, restaurantes e lojas japoneses.

São Paulo é um bom destino também pelas facilidades que oferece a quem vem de fora. Além de contar com dois aeroportos, apresenta diversos meios de transporte pela cidade, como ônibus, metrô e carros particulares, o que facilita a locomoção de quem está sozinho e ainda meio perdido.

Por fim, trata-se de uma cidade com inúmeras opções de hospedagem, o que facilita na economia de quem está viajando sem mais ninguém para dividir os custos. Inclusive, vários hostels promovem festas e eventos, o que ajuda na hora de fazer novos amigos!

3. Bonito (MS)

Se a ideia é viajar sozinho para fugir do estresse e se reconectar com você mesmo e com a natureza, Bonito é o lugar perfeito! Considerado um dos principais destinos turísticos do nosso país, a cidade é ideal para quem quer relaxar e curtir lindas paisagens.

São muitos roteiros, que envolvem grutas, cachoeiras, trilhas e flutuações em rios de águas cristalinas. Em Bonito, é possível fugir dos afazeres diários, esquecer os problemas e embarcar numa viagem terapêutica junto à natureza.

Na cidade, não deixe de mergulhar no Rio da Prata, visitar a gruta da Lagoa Azul e passar o dia na Praia da Figueira. Se você curte esportes, aproveite para praticar rapel e arvorismo, andar de quadriciclo e fazer trilhas.

4. Jericoacoara (CE)

Outra excelente opção para relaxar em contato com a natureza é em meio às belas praias de Jericoacoara. A pequena aldeia de pescadores, localizada em área de proteção ambiental, é um refúgio paradisíaco.

Jericoacoara apresenta praias ótimas para quem procura o descanso e a contemplação. Para muitos, Jeri tem o pôr do sol mais bonito do Brasil! É um território de natureza quase intocada, trilhas e vários quilômetros de dunas.

Em praias como a Preá, é possível praticar esportes como o surf, a vela e o windsurf. A região não é urbanizada, por isso é uma opção interessante para quem quer mudar de ares da cidade grande.

Se você está sozinho, nada melhor do que levar um bom livro para a praia e lê-lo em uma das redes erguidas na parte mais rasa do mar. À noite, aproveite para provar as bebidas locais nos bares e curtir um luau nas dunas, ao som do berimbau.

5. Curitiba (PR)

A capital do Paraná é um destino indicado para quem está sozinho pois, além de contar com ótimas atrações turísticas, é considerada uma das cidades com melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil. Com boa organização urbana, excelente infraestrutura e segurança, é uma escolha ótima para viajantes desacompanhados de primeira viagem, que podem estar um pouco inseguros ainda com sua empreitada.

Limpa e com diversas áreas verdes, Curitiba convida a passeios a pé ou mesmo em seus modernos serviços de transporte, que facilitam a vida de qualquer viajante. Vale muito a pena se perder sem se preocupar com o horário no Jardim Botânico e no Parque Tanguá. Se você gosta de museus, não deixe de ir ao Museu Oscar Niemeyer e ao Museu Paranaense.

À noite, é hora de explorar a gastronomia e o agito local. Vá à Feira Noturna do Champagnat e aproveite o hambúrguer, chopp alemão e waffle, em um ambiente bem familiar. Vale conferir também os food trucks da Feira Gastronômica do Batel, bairro que conta, ainda, com muitas casas noturnas e restaurantes.

6. Paraty (RJ)

Paraty é uma cidade das mais acolhedoras e charmosas do país. Para quem viaja sozinho, é uma opção que garante tranquilidade e um passeio pela história do Brasil.

Vale contemplar as igrejas e casas dos séculos 17 e 18, circulando pelo belo Centro Histórico local e parando para descansar nos vários cafés e barzinhos de arquitetura colonial. É como se fosse uma viagem no tempo, já que pouca coisa mudou por lá desde os anos 1800, uma vez que a área foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional.

Outro bom programa é visitar as belas praias da cidade, com águas quentes e calmas e areias douradas. Se você gosta de literatura, visite a cidade entre julho e agosto e aproveite a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) — um dos eventos culturais mais relevantes do país.

7. Cambará do Sul (RS)

Outra cidade que convida à contemplação e a uma jornada de autoconhecimento é Cambará do Sul. Localizada na Serra Gaúcha, está a mais de 900 metros de altura e é porta de entrada para dois dos mais importantes parques nacionais: Serra Geral e Aparado da Serra. A beleza local é composta por cachoeiras (como a do Tigre Preto), rios e pela vegetação da Mata Atlântica.

Mas o que mais encanta mesmo são os imponentes cânions, como o Itaimbezinho, que vem atraindo cada vez mais turistas. Não é à toa que Cambará do Sul já foi cenário de várias novelas e minisséries, como “Chocolate com Pimenta” (2003) e “A Casa das Sete Mulheres” (2003). Na região, há três trilhas diferentes, com níveis de dificuldade variados.

O município é muito procurado por quem viaja sozinho porque proporciona um isolamento ao mesmo tempo em que oferece paisagens de tirar o fôlego. Sem falar na infraestrutura, que é excelente e protege os turistas desacompanhados contra qualquer perrengue.

8. Recife (PE)

Recife é uma opção indicada para os viajantes que querem se aventurar sozinhos com muito agito. Afinal, não há como ficar para baixo ou quieto no seu canto na terra em que surgiu o maracatu, o manguebeat e o frevo e onde a noite é badalada, especialmente com os animados moradores locais.

Com belas praias, rica gastronomia e muita cultura, Recife oferece um passeio um tanto diversificado e inesquecível. Não deixe de curtir a famosa praia da Boa Viagem, que apresenta ótima infraestrutura para turistas e conta com piscinas naturais na maré baixa.

Programe-se para andar bastante pelo Recife Antigo e pela Rua da Aurora. Visite também o Instituto Ricardo Brennand, com seu incrível complexo arquitetônico em estilo medieval e objetos históricos de várias partes do mundo. Por fim, vale, ainda, dar uma esticada em Olinda, com suas ladeiras, mirantes e ótimas restaurantes.

9. Foz do Iguaçu (PR)

Ir a Foz do Iguaçu sozinho representa uma oportunidade única: desbravar a natureza por si mesmo, de peito aberto, com segurança e a garantia de que vai conhecer um lugar maravilhoso. O passeio é indicado para quem gosta de turismo ecológico e também de esportes radicais.

As famosas Cataratas do Iguaçu (que são Patrimônio da humanidade) são imperdíveis e, estando sozinho, você pode admirar sem pressa a beleza da queda das águas, um espetáculo da natureza. Por isso, reserve um bom tempo para visitar o Parque Nacional do Iguaçu. O mesmo pode ser dito em relação ao Parque das Aves, ótima oportunidade de conhecer uma fauna exuberante.

Vale a pena também visitar as Minas de Wanda e as Minas de Pedras Preciosas. De quebra, você pode dar um pulo na Argentina e no Paraguai, que estão bem pertinho! Na Ciudad del Este, aproveite para fazer umas compras, já que os preços são muito em conta.

10. Fernando de Noronha (PE)

Considerado um dos destinos mais bonitos de todo o Brasil, o arquipélago de Fernando de Noronha merece uma visita desacompanhada. Suas praias paradisíacas convidam à contemplação — especialmente a Baía do Sancho, eleita a mais bonita do mundo pelos usuários do site Tripadvisor.

Se você curte a calmaria, escolha as Praias de Dentro, de águas tranquilas; se a sua viagem é voltada para a prática de esportes, como o surfe, porém, opte pelas Praias de Fora. Nos dois casos, vale a pena fazer o mergulho de cilindro no Buraco do Inferno a fim de contemplar as formações de corais. O pôr do sol pode ser apreciado na Praia do Boldró e uma opção para a noite é o forró no Bar do Cachorro.

Fernando de Noronha é um bom destino para quem viaja sozinho também pelo fato de contar com uma infraestrutura que deixa qualquer um despreocupado. Há muitas pousadas, restaurantes, agências bancárias, agências de turismo e mercados. Assim, o visitante poderá ficar à vontade!

Viajar sozinho pela primeira vez pode exigir um pouco de coragem, mas quem já desbravou o Brasil sozinho sabe como a experiência é transformadora. Trata-se de um período de descoberta não só das belas paisagens do país, mas também de si mesmo.

Uma viagem dessas pode ser, assim, uma fase de amadurecimento e de desenvolvimento de uma maior autoconfiança. Além disso, o viajante pode aproveitar mais o passeio, uma vez que está focado em si mesmo e nesse momento especial. O melhor de tudo é que, como você pôde ver, o nosso país oferece opções para todos os gostos!

Se você gostou das nossas dicas de lugares para viajar sozinho no Brasil, compartilhe o texto em suas redes sociais! Assim, você contribui para que seus amigos também façam uma viagem inesquecível!

Deixe seu comentário!